terça-feira, outubro 09, 2007

A árvore em Fogo



Na tênue névoa vermelha da noite
Víamos as chamas, rubras, oblíquas
Batendo em ondas contra o céu escuro.
No campo em morna quietude
Crepitando
Queimava uma árvore.

Para cima estendiam-se os ramos, de
medo estarrecidos
Negros, rodeados de centelhas
De chuva vermelha.
Através da névoa rebentava o fogo.
Apavorantes dançavam as folhas secas
Selvagens, jubilantes, para cair como cinzas
Zombando, em volta do velho tronco.

Mas tranqüila, iluminando forte a noite
Como um gigante cansado à beira da morte
Nobre, porém em sua miséria
Esguia-se a árvore em fogo.

E subitamente estira os ramos negros, rijos
A chama púrpura a percorre inteira -
Por um instante fica erguida contra o céu escuro
E então,rodeada de centelhas desabafa.
Árvore em Fogo

Bertolt BRECHT

Rabiscado Agulheta

10 comentários:

Anónimo disse...

Amiga, como o fogo é bonito e traiçoeiro...mete medo, deslumbra, destrói tudo em redor, mas tem uma cor maravilhosa. Ao olhar para o fogo, uma pessoa sente uma dor no peito um aperto no coração, mas ao mesmo tempo pensa:Como o fogo é medonho mas bonito!!!
Amiga gostei do poema de Manuel Alegre, gosto dele. E o texto sobre o Darfur, é assim só miséria neste mundo perfeito mas muito imperfeito. Sinto-me infeliz... um beijinho cinda

Agulheta disse...

Amiga Cinda. obrigada pela visita e comentário, pois é verdade muito bonito para quem vê,mas tem uma teia enorme,na qual podemos cair e não mais erguer, traiçoeiro como diz. Sobre esta clamidade que é o Darfur,os homens não querem a paz,por isto como gosto da paz me custa respirar este problema,temos de falar e martelar,nas cabeças ocas,o que se passa em nossa volta.
Beijo amiga de Amizade. LISA

Anónimo disse...

Grande escolha. Hoje, Viva EL CHE!
«Esa ola irá creciendo, cada día que pase.[...]esa ola ya no parará más.»

Gostei do Blog

Anónimo disse...

O fogo que tudo cria e tudo destrói.
O fogo que continua a fascinar o homem ao ponto de o tornar um criminoso.
É estranho o sentimento que ele nos inspira. Medo, respeito, poder...
Bonito poema.
Beijos.

karoxinha disse...

Ola

primeiro quero agradecer a tua visita no meu humilde cantinho, volta sempre porque serás muito bem vinda...

o fogo... pode ser tão belo e delicioso de olhar... como pode de repente tornar-se no nosso maior pesaelo... tao "bom" e ao mesmo tempo tão "mau"...

jinhos karinhosos
karoxinha

*©õllyß®y disse...

Olá Liza que bela homenagem a esses seres tão importantes que tentam salvar a natureza e acodem sempre prontos...a imagem no fundo ficava uma beleza...

Parabens,e bem hajas pelo lindo gesto...

Doce beijo

sveronica disse...

Cada árvore que se queima é um dia a menos de vida no planeta, mas parece que muita gente ainda não se deu conta disso


beijinhos
Menina do Rio

Carminda Pinho disse...

Bonito o poema.
O fogo destrói, mata e, no entanto tem algo de sedutor na miscelânea da sua côr.
Beijinhos

Sophiamar disse...

O fogo e o mar são duas grandes forças da natureza. São dor e são amor.
Precisamos tanto de um e de outro! Mas quando irrompem furiosos são temíveis.


Beijinhossss muitossss

manuela disse...

Olá querida amiga.
Tenho andado fugida.
Peço desculpa por não vir ao seu canto mais vezes.
A vida não dá para tudo o que se quer fazer.
Ultimamente também ando um pouco deprimida.
É uma fase passa.
De vez em quando tenho alturas em que me retrai-o e não me apetece fazer nada.
Beijinhos
E bom fim de semana
Manuela