terça-feira, julho 22, 2014

"E quando eu me lembrava de que no dia seguinte o mar se repetiria para mim, eu ficava séria de tanta ventura e aventura. Meu pai acreditava que não se devia tomar logo banho de água doce: o mar devia ficar na nossa pele por algumas horas. Era contra a minha vontade que eu tomava um chuveiro que me deixava límpida e sem o mar. A quem devo pedir que na minha vida se repita a felicidade? Como sentir com a frescura da inocência o sol vermelho se levantar? Nunca mais? Nunca mais. Nunca."

Clarice Lispector, in "Banhos de Mar"





2 comentários:

Flor de Jasmim disse...

Linda imagem...o texto fez-me recordar o quanto eu gosto da água salgada no meu corpo.

Beijinho e uma flor

Mona Lisa disse...

Magnífico texto.
Como a autora , também não gosto de ficar com água salgada muito tempo no corpo.

Beijinhos.