segunda-feira, julho 28, 2014

Como é Difícil Ser Natural

É curioso como é difícil ser natural. Como a gente está sempre pronta a vestir a casaca das ideias, sem a humildade de se mostrar em camisa, na intimidade simples e humana da estupidez ou mesmo da indiferença. Fiz agora um grande esforço para dizer coisas brilhantes da guerra futura, da harmonia dos povos, da próxima crise. E, afinal de contas, era em camisa que eu devia continuar quando a visita chegou. No fundo, não disse nada de novo, não fiquei mais do que sou, não mudei o curso da vida. Fui apenas ridículo. Se não aos olhos do interlocutor, que disse no fim que gostou muito de me ouvir, pelo menos aos meus, o que ainda é mais 
penoso e mais trágico. 

Miguel Torga, in "Diário (1947)"



















imagem do google!









11 comentários:

Mar Arável disse...

Há palavras que não mentem

Mar Arável disse...

Há palavras que não mentem

Flor de Jasmim disse...

Cada vez mais é dificil ser-se natural, sincero e honesto, são valores que dolorosamente vejo desaparecer.
Gostei do texto de Miguel Torga, muito actual.

Beijinho e uma flor

Mona Lisa disse...

A naturalidade e sinceridade estão em extinção.

Beijinhos.

Agulheta disse...

Amigo " Mar Arável"as palavras de coração nunca mentem.Obrigado.

Agulheta disse...

Amiga Adelia.Por vezes penso como tu,mas o que mais custa é ver que nada muda.Beijinhos

Agulheta disse...

Elisa!Muitos de nós até parece que estamos em vias de extinção!
Beijos

alfacinha disse...

o Senhor Torgas tem um obra fenomenal.

Maria Rodrigues disse...

A naturalidade vai desaparecendo lentamente.
Excelente escolha
Beijinhos
Maria

:.tossan© disse...

Lindo demais! Sem mais palavras. Bj

Lídia Borges disse...


Miguel Torga tem tanta luz no pensar... Gosto muito!


Um beijo

Lídia