quarta-feira, outubro 09, 2013

Este é o tempo
Da selva mais obscura

Até o ar azul se tornou grades
E a luz do sol se tornou impura

Esta é a noite
Densa de chacais
Pesada de amargura

Este é o tempo em que os homens renunciam.

Sophia Mello Breyner



















Foto daqui: http://sosleitoresmurca.blogspot.pt

3 comentários:

Mar Arável disse...

Este é o tempo
para nos levantarmos do chão

Mona Lisa disse...

Belo e actual poema!

Uma escolha soberba!

Beijinhos.

Agulheta disse...

Obrigados aos amigos.Beijinhos