sábado, setembro 21, 2013

Montes  e vales queimados morrendo aos poucos a solidão dos mais velhos.Vergados pela idade, sentem que as forças já são poucas para enfrentar a vida.Seus olhares se perdem na penumbra que a terra queimou, são poucos os jovens que pela serra habitam, fugiram da terra que nada lhes deu, somente o berço ficou guardado na recordação.
A pouca terra que não ficou queimada, já ninguém a cultiva, os braços fortes partiram a muito,o gado é pouco,somente o olhar se perde pelo cansaço da noite e dos dias que custam a passar,parecendo uma eternidade.Os velhos ficam a pensar, como seria bom todos voltarem,sorrisos de criança na escola da aldeia. Assim vão pensando na tristeza de ficar sós  e de ver os filhos partirem. Ficarão na soleira da porta onde o seu olhar já cansado se perde no horizonte, e na calçada contrafeita porque ainda não chegou por lá progresso e  dignidade, a casa de pedra e colmo ficará por lá, até que chegue novo verão e a volte a queimar, e onde a esperança ficará reduzida a cinzas.

Depois de algum cansaço e dor, apeteceu pegar na caneta e escrever o que senti ao olhar.


















7 comentários:

✿ chica disse...

Triste sentimento ao olhar tudo isso,não? Que pena! mas que bom que vieste escrever! beijos, bom te ver! chica e desejo um lindo OUTONO pra ti por aí!

wallper.lima disse...

Olá amiga, aqui estou eu, primeiro para agradecer sua visita, e pelas palavras, lá deixei um comentário.
Sobre o que vc escreveu me tocou profundamente, pela verdade, por vc ter expressado de uma maneira muito delicada e ao mesmo tempo indo ao encontro daquilo que um dia nos transformamos, o quanto e o quanto é dura a realidade .
Bjos em seu coração.
Waleria.

wallper.lima disse...

Olá amiga, aqui estou eu, primeiro para agradecer sua visita, e pelas palavras, lá deixei um comentário.
Sobre o que vc escreveu me tocou profundamente, pela verdade, por vc ter expressado de uma maneira muito delicada e ao mesmo tempo indo ao encontro daquilo que um dia nos transformamos, o quanto e o quanto é dura a realidade .
Bjos em seu coração.
Waleria.

wallper.lima disse...

Olá amiga, aqui estou eu...vim agradecer pela visita e deixei lá um comentário.
Li seu texto e amei...me senti emocionada, do jeito que vc narrou um fato que talvez seja "inevitável", e que causa dor e sofrimento, e aí vemos o quanto é dura a nossa realidade.
Bjos no seu coração.
Waleria

Mona Lisa disse...

Um Portugal sofrido!

Beijinhos.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

É realmente muito triste ver este pobre País já tão massacrado ter ainda que enfrentar mais esta desgraça dos fogos.
Sentido o que escreveste.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Maria Rodrigues disse...

Quanta amargura e dor vai preenchendo os corações desfeitos de sonhos e esperanças.
Boa semana minha amiga
beijinhos
Maria