terça-feira, fevereiro 05, 2013


Me leva vento a caminhar pela praia selvagem
ao encontro das algas que banham meus passos.
Canta comigo mar,ão  som da bátega no rochedo
Sentir  esse abraço como uma amarra.
salpica meus olhos de maresia,mesmo com a
água fria,me faz sentir o arrepio na pele.
O desejo de caminhar junto de ti e por ti ser amada.
Quando te levantas forte em sons de desespero
como que fosses morrer de dor,é neste bater
que as gaivotas esvoaçam  de ti mar.
Por sentir essa dor soltam as amarras
e voam  para outras paragens

Lisa 05/02/2013
















11 comentários:

Jorge P.G disse...

Olá, Elisa!

Aqui estou a tomar contacto com o seu "MAR DE CHAMAS" e com os seus versos sentidos.
Gostei. Continue.

Um abraço.

Lilá(s) disse...

Belo momento poético!
Bjs

Papoila disse...

Olá Lisa!
Lindo poema com foto maravilhosa.
Aos passinhos estou a recomeçar-
Beijos

Franciete Filipe disse...

Olá minha querida pensei que o teu blogue também estivesse em crise, olha querida esta coisa do google mais só nos complica a vida estou farta deles quando quero ir para um lado me levam para outro.
Amiga eu também tenho andado um pouco atarefada com a operação do meu marido mas graças a Deus já lá vai o mau tempo.
Tudo de bom para ti com beijinhos de luz e muita paz.

Agulheta disse...

A estes amigos que aqui vieram...obrigados.Como diz uma amiga,pensou que o blog estava em crise,não,só que tive um problema com isto e estava a desanimar,mas parece que voltou tudo ao lugar.

Beijos e abraços

Mona Lisa disse...

Adorei!

Um poema com vida!

Beijinhos.

Maria Rodrigues disse...

Lisa que poema lindo, um divagar sentindo o vento e o cheiro a maresia. Como estive um pouco ausente das visitas devido a vários assuntos pessoais para resolver nem soube que estava com problemas no seu blog. Que situação mais tão aborrecida. De vez em quando surgem uns problemas muito chatos para resolver. Eu esse graças a Deus ainda não tive, mas apanhar virus em fotografias já aconteceu e é muito desagradável pois temos de formatar o nosso computador e nem sempre é fácil eliminar o maldito virus. Navegar na net por vezes tem os seus riscos.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Graça Pereira disse...

Um lamento do coração? Não sei! Sei que é um poema belo de que gostei muito.
Beijo e bom domingo.
Graça

:.tossan© disse...

Fascinante! Poesia, pura poesia....Beijo

Sonia Schmorantz disse...

Uma linda descrição do mar no inverno, beijos

Mar Arável disse...

O mar de todos os azuis