quinta-feira, junho 14, 2012


A Palavra Mágica
Certa palavra dorme na sombra 
de um livro raro. 
Como desencantá-la? 
É a senha da vida 
a senha do mundo. 
Vou procurá-la. 
Vou procurá-la a vida inteira 
no mundo todo. 
Se tarda o encontro, se não a encontro, 
não desanimo, 
procuro sempre. 
Procuro sempre, e minha procura 
ficará sendo 
minha palavra. 

Carlos Drummond de Andrade

10 comentários:

Flor de Jasmim disse...

Minha querida
Não sei o que acontece com o meu computador por não conseguir entrar no teu blogue como te disse no FB, hoje consegui.

Excelente este poema de Carlos Drummond.
Adorei.

Beijinho e uma flor

Mona Lisa disse...

Andamos todos, procurando-a!

Não conhecia este poema.

Obrigada pela partilha.

Beijos.

Lisa

Graça Pereira disse...

Lindo o poema que escolheste...Quem procura, acha sempre e é esta procura que tem magia...
Beijocas.
Graça

Sonhadora disse...

Minha querida
Um belo poema de Carlos Drummond que adorei...uma bela escolha.


Um beijinho com carinho
Sonhadora

Fernanda disse...

Há procura das palavras certas, quem não anda???

Beijinhos amiga Lisa.

Maria Rodrigues disse...

Excelente escolha, não conhecia este lindo poema.
Bom domingo
Beijinhos
Maria

:.tossan® disse...

Poema de Drummond é fabuloso, eis o poeta que mais gosto junto a Mário Quintana. Gostei muito da imagem que você escolhe. Beijo

Betinha Correia disse...

Boa tarde amiguinha
@Certa palavra dorme na sombra
de um livro raro.
Quantas das nossas palavras não encerram um livro??
Belissimo!!
bjinho e boa semana

poetaeusou . . . disse...

*
querida amiga
,
como é Andrada a tua escolha,
como são Andradas,
as palavras de carlos drummnond,
,
carlistas conchinhas,
deixo-te,
*

Lilá(s) disse...

Esse poema não conhecia! e gosto bastante.
Bjs