terça-feira, maio 01, 2012


Nasceu nas ruas do silêncio adormecido
pela voz da mordaça, e gritaram na praça!
Tinham sonhos, esperanças, e luta
E todos unidos um dia naquela rua
braços fortes, sofridos, endurecidos 
pela opressão que um dia raiou. 
A raiva se soltou, vozes gritaram
pelos direitos que tinham, só pediam
menos horas de trabalho
Naquele 1º de maio de uma rua qulquer
muitos gritaram com voz de mulher
dispostos a  cair num campo e morrer,
mesmo que seja em desgraça.

Lisa

10 comentários:

Mona Lisa disse...

Um grito, pelos direitos do trabalhador,neste soberbo poema!

Beijos.

Sonhadora disse...

MInha querida

Nunca irei esquecer o primeiro de Maio de 74, foi maravilhoso.
Lindo o teu poema que descreve o sentir de um povo.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Agulheta disse...

Olá Elisa.Agradeço as palavras neste post,que é um pouco a vontade de todos quantos lutam,pela dignidade de cada um.Beijos e obrigada

Agulheta disse...

Amiga "Sonhadora"Sim amiga esse primeiro de Maio foi inesquecível na memórias de cada um,neste momento se precisava de um que alertasse as mentes...algumas claro.Beijos de amizade

Flor de Jasmim disse...

Minha querida
Não consigo perceber porque não aparece no meu cantinho quando publicas os posts.

Querida as tuas palavras dizem muito acredita!
Em 1974 eu já era casada, tinha eu 17 anitos e uma filha com 5 meses, o marido era tropa, recordo que o 1º de Maio foi uma loucura na Marinha Grande, fomos para a rua eram milhares de pessoas, sei que a minha inexperiência como mãe levou-me para a rua com a minha filhota, iamos sendo triruradas com tanto povo e eufuria, foi emocionante demais.

Beijinho e uma flor

Lilá(s) disse...

Palavras que dizem muito...e imagem encantadora!
Bjs

Maria disse...

Minha amiga um grito de força e de esperança, por uma vida mais condigna.
Bom fim de semana
Beijinhos
MAria

ONG ALERTA disse...

Momentos marcantes, beijo Lisette

poetaeusou . . . disse...

*
nasceu em várias ruas, sim,
saídas das raivas contidas,
brotou em chicago . . .
1º de Maio de 1886, 500 mil trabalhadores, maioria mulheres, saíram às ruas de Chicago, manifestação pacífica, 8 horas de trabalho era a exigência, foi reprimida, abafada, dispersa, morreram dezenas de trabalhadoras !
,
o sangue não foi em vão,
ele floriu e avermelhou todos
aqueles que lutam,
,
obrigado minha amiga !
,
irisadas conchinhas, deixo-te !
*

Evanir disse...

A amizade é a doce canção da vida é a poesia da eternidade.
O Amigo é a outra metade da gente.
O lado claro e melhor.
Sempre que encontramos um amigo, encontramos um pouco mais de nós mesmos.
O Amigo revela, desvenda, conforta.
É uma porta sempre aberta em qualquer situação.
Um lindo e abençoado final de semana .
Um Domingo na paz e na luz..
Beijos no coração com carinho.
Evanir..