quinta-feira, abril 12, 2012

É na primavera que temos um mundo aberto de flores, de vários tons e cheiros,este nosso jardim da vida que sempre se renova também, tem um pouco isso renovação em cada ano que passa.
Por tal motivo se guarda o cheiro de coisas passadas e ainda podiamos ir a descoberta dos lugares e recantos que nos fizeram sorrir e sonhar.Aquele cheiro ao pinheiro na primavera,o baloiço na carvalha grande onde se passava o Domingo rindo e sonhando,na volta para casa esperando outro Domingo.Na correria se apanhava aquelas flores silvrestres que abundavam nos campos e montes e se trazia para a mãe,um gesto bonito da nossa idade e onde os olhares dos filhos e mãe se cruzavam como um rio de águas claras e transparentes,eram assim grandes dias e tardes de tanquilidade porque tudo era simples e sem medo do que poderia acontecer.Hoje em dia até as crianças vivem em constante subresalto da vida.Sim,de um dia ao chegar a casa ver a mãe  e o pai chorar com falta de trabalho,e o que um dia era um sonho lindo se esfuma num abrir e fechar de olhos .












10 comentários:

Graça Pereira disse...

Lindo o teu texto e as flores. A Primavera é tempo de renovação, é certo. Na natureza e em nós! É verdade que os tempos passados eram mais simples e seguros mas, estou convencida de que nós, pais,temos o dever de manter acesa a chama da esperança no coração dos nossos filhos. E há pais que embora estejam a sofrer, passam essa angústia para os filhos e assim, fica o leque mais alargado da dor. Alguém tem de manter a Primavera florida!
Mil beijos e um bom fds.
Graça

Flor de Jasmim disse...

Querida
Amei este teu texto, mexeu demais comigo!
Em criança não conheci o sabor de trazer uma flor para a minha mãe, ela abandonou-me tinha eu 8 aninhos!
Encontro-me nesse chorar de sem trabalho, comecei a trabalhar com 13 e fiquei nodesemprego aos 54 anos, ten uma filha também sem trabalho separada cotrês filhos que estou a sustentar vestir e calçar. O pai deles desde que tentou matar minha filhota que não quer saber dos filhos e, a justiça, bom essa é lenta e toleravel demais para certos casos.
Bom fim de semana

Beijinho e uma flor

Nilson Barcelli disse...

Um texto muito primaveril.
Gostei muito das tuas palavras, como sempre.
Elisa, querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijos.

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Belo texto que reflete a realidade.

Temos que ter esperança e não deixar que a Primavera morra, em nós!

Beijos.

Enigmático Byjotan disse...

Vamos preservar nossas crianças a qualquer custo,para que o amor possa reinar em seus corações num futuro de sonhos e realizações.Ainda que em época difícil.Beijo de quem agora te segue e lê.:- BYJOTAN.

Maria disse...

Minha amiga estamos na era das incertezas que afetam todos nós, incluindo as crianças.
Um excelente domingo e uma boa semana.
beijinhos
Maria

Lilá(s) disse...

Lindo texto! recordei com saudade os meus tempos de criança, em que ao Domingo na Primavera se fazia piquenique, éramos felizes sem dúvida...tentemos manter a nossa Primavera activa apesar das nuvens cinzentas que pairam sobre nós.
Bjs

:.tossan® disse...

Belíssimo texto! Tomara eu escrever assim. beijo

Sonhadora disse...

Minha querida

Um belo texto...vestido com as cores da Primavera e a doçura do Verão. adorei.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

**♥✿Franciete-✿♥** disse...

É minha querida amiga, a vida há uns anos atrás parece que tinha outro sabor andava-se mais há vontade, eu quando vinha da escola tinha de passar pelo meio de uma floresta de sobreiros e pinheiros já quase de noite.
E não quero dizer que não tinha medo, tinha sim, mas era das almas penadas que os meus irmãos me assustavam com isso, nessa altura eram os ladrões que praticamente nem sequer existiam apenas um ou outro que ia roubar umas frutas para comer e dar aos filhos, onde foram parar esses tempos tivemos melhoras sim mas pouco a pouco estão-nos a tirar tudo e nem sequer é lentamente é tudo num a psi. Enfim minha querida venho sempre aqui descarregar as minhas frustrações, mas hoje quem as não tem, amiga cá em casa continua tudo na mesma quando chegar a altura do doente ser operado já tem ido desta para melhor, beijinhos de luz e muita paz na tua vida...
PS: amiga gostava de comentar no blogue ave sem asas da Ana e aquilo está um pouco mudado e eu não sei tenho imensa pena terei de comentar no meu mas depois ela não vê.