sexta-feira, março 02, 2012

O rio em louca correria, leva sonhos, emoções
sentimentos profundos. O rio leva as horas de espera, ingratidão
mas leva o amor que vai abraçar o mar
É tanta a saudade que leva, que tenta chegar ao mar para
continuar a navegar, para saborear o que deixou ficar.
O rio é sábio, como tal o devemos deixar correr
e saltar de pedra em pedra, é feliz assim.
para que a água não fique turba de dor, esperar
que volte a ser de águas claras, é como os sentimentos.
Deixar sempre correr o rio da vida e saber esperar
a melhor hora e o melhor dia para o ver passar

Lisa 2/03/2012




11 comentários:

Fernanda disse...

O rio corre ligeiro para o mar abraçar, leva nele a alegria da vida a rolar sobre o seu leito e muito amor no seu peito.
Assim é a vida, amiga Isa.

Bejinho

Lilá(s) disse...

Poema e imagem, perfeitos!
Bom fim de semana, com poesia...
Bjs

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Descreveste de uma forma linda, poética a percurso da vida.

Belíssima foto.

Beijos.

Maria disse...

Minha amiga temos de aprender com os rios e deixar fluir as águas da vida, umas vezes podem ser turbulentes e agitadas, mas outras são calmas e limpídas.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

tulipa disse...

Gostei da foto
tanta tranquilidade emana...

No meu blog, mais uma vez, um post com palavras de Lya Luft.

LYA LUFT
afirma que hoje prefere ficar quieta consigo mesma.
Já casou demais.
Já enviuvou demais.
Não se imagina mais vivendo ao lado de ninguém. Mas não quer desprezar os encantamentos que surgem por seu caminho.

Lya afirma ter sido um privilégio ter conhecido e vivido com dois homens que muito lhe ensinaram.

Sua visão do masculino é muito positiva.

Foram três homens, na verdade, que a influenciaram e percorreram sua vida,
erguendo seu rosto, seu percurso,
abrindo seus rumos:
seu pai, Arthur Germano Fett, que considerava um homem culto, amigo e também solitário;

seu cúmplice, Celso Pedro Luft, de quem herdou o sobrenome;
e Hélio Pellegrino.

Três homens inesquecíveis.

Que sempre vão permanecer nas palavras,
nos pensamentos,
nos acenos possíveis.

Minha amiga
A vida é tão inconstante
uns momentos tão felizes
e outros tão amargos
tudo parece perfeito
e, de repente, nada é perfeito.

Beijinho
tudo de bom desejo.

tulipa disse...

Gostei da foto
tanta tranquilidade emana...

No meu blog, mais uma vez, um post com palavras de Lya Luft.

LYA LUFT
afirma que hoje prefere ficar quieta consigo mesma.
Já casou demais.
Já enviuvou demais.
Não se imagina mais vivendo ao lado de ninguém. Mas não quer desprezar os encantamentos que surgem por seu caminho.

Lya afirma ter sido um privilégio ter conhecido e vivido com dois homens que muito lhe ensinaram.

Sua visão do masculino é muito positiva.

Foram três homens, na verdade, que a influenciaram e percorreram sua vida,
erguendo seu rosto, seu percurso,
abrindo seus rumos:
seu pai, Arthur Germano Fett, que considerava um homem culto, amigo e também solitário;

seu cúmplice, Celso Pedro Luft, de quem herdou o sobrenome;
e Hélio Pellegrino.

Três homens inesquecíveis.

Que sempre vão permanecer nas palavras,
nos pensamentos,
nos acenos possíveis.

Minha amiga
A vida é tão inconstante
uns momentos tão felizes
e outros tão amargos
tudo parece perfeito
e, de repente, nada é perfeito.

Beijinho
tudo de bom desejo.

Maria disse...

Os rios correm sempre para o mar. Como nós buscamos sempre o amor. E assim acontecem desaguares doces...

Beijo, Lisa.

poetaeusou . . . disse...

*
Lindo Post !
,
como é bela a solidão,
á sombra do arvoredo,
onde o rio com mansidão,
desliza quase em segredo,
lavando com prontidão,
os males do coração !
,
um caudal de conchinhas,
ficam,
*

tossan® disse...

Poesia terna e linda. Aceite esta homenagem:

Mulher (como diz um poeta amigo meu para homenagear as mulheres)

engrandeço-te mulher
pedra angular da vida
termómetro familiar
dos dias não vividos,
matriarca da coragem
na dignidade adiada,
mulher escrava ? nunca mais !
eu quero a mulher sorriso
espalhando segurança,
mulher força, confirmando amanhãs,
mulher sabedoria, semeando a tolerância,
mulher bússola, indicando a luz,
mulher palavra, bálsamo da verdade,
mulher cais, ancora sagrada,
mulher flor, paraíso perfumado,
mulher canteiro, enfeitiçando jardins,
mulher labirinto, ecoando adivinhas,
mulher leito, de cúmplices amares
portal de alquimia . . . na aurora do amor!
palavras:poetaeusou

Agulheta disse...

O meu obrigado aos amigos pela visita e comentários.
Beijos

Maria Luisa Adães disse...

O rio corre e leva consigo todos os sonhos que encontra dispersos.

Como a vida no seu caminhar constante e gélido.

Ainda aqui estou por mais uns tempos.

Mª. Luísa