sexta-feira, dezembro 09, 2011

"Meus amigos são todos assim: metade loucura, outra metade santidade. Escolho-os não pela pele, mas pela pupila, que tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta. Não quero só o ombro ou o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos, nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice. Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto, e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou, pois vendo-os loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que a normalidade é uma ilusão imbecil e estéril"


Fernando Pessoa

10 comentários:

**♥✿-franciete filipe-✿♥** disse...

Lisa minha querida, realmente os nossos amigos deveriam ser assim, mas infelizmente tem muitos amigos com pele de cordeiro, é por isso que a frase é mais fácil amar o que está longe do que o que está perto em certos pontos tem um pouco de verdade. Minha querida adorei o teu comentário pois nunca me tinha passado pela cabeça que um dia fosse capaz de fazer aquele poema, porque as nossas dores tão internas põe sempre a nossa alma a nu e, nem sempre são bem aceites até por nós próprios depois de os escrever. Mas olha agora já está e agradeço o carinho da cada amigo que o vem comentar, bom fim de semana e tudo bom em tua vida, com beijinhos de luz e muita paz.

nacasadorau disse...

Teus amigos, Lisa amifa, são como diz Fernando Pessoa, mas acima acima de tudo "alguns" apenas.
O resto, pelo menos neste mundo virtual, são os que se esquecem facilmente o significado da palavra.

Enfim, nada que não saibamos já.

Bom fim de semana, mesmo com esta chuva e frio.

Maria disse...

Fernando Pessoa é sempre uma delicia de ler. Os amigos são almas gemeas que nos compreendem e apoiam nos momentos menos bons da vida e que partilham também connosco os grandes momentos de felicidade.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Fernanda disse...

Querida amiga Lisa!

Para começar, desculpa tantos erros ortográficos, não dei conta, só agora.

Entendeste mal amiga, não escrevi nada nas entrelinhas, isso nunca entre nós.

Há elos fortes que não se quebram nem pela ausência circunstancial. Nunca penses isso, por favor.
Somos e seremos amigas, nós sabemos disso.

Espero que recuperes da coluna e que o João esteja bem.

Beijinhos

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Tenho muito poucos amigos...mas são assim como Pessoa os descreve.

Estão "ali" quando precisamos.

Bjs.

ONG ALERTA disse...

Pessoa foi um génio...beijo Lisette.

Nilson Barcelli disse...

Mostra-me a tua pupila e dir-te-ei quem és...
O Fernando Pessoa era um observador tramado...
Talvez tenha sido essa qualidade que o fazia escrever coisas incríveis.
Querida amiga Elisa, desejo-te uma boa semana.
Beijo.

Mar Arável disse...

Muito bem

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

E é assim o verdadeiro amigo, um ser, infelizmente, em vias de extinção.
Um beijo.

Sonhadora disse...

Minha querida

Passando para agradecer o carinho de sempre e oferecer uma fatia de bolo de aniversário...embora virtual é de coração.

Beijinhos com carinho
Sonhadora