sexta-feira, setembro 16, 2011

 O Setembro está a findar, fico sentada num canto, olhando a janela.
Olho o livro da vida,os pensamentos voltam,de pés descalços na areia
As algas que enlaçam os mesmos no caminhar da manhã.
Os telhados de tons laranja, e escuros me desviam o olhar
 para o campanário da torre da igreja,desperto pelas badaladas
a anunciar que chegou a noite.Ela se faz escura,olho ao longe o cais.
O farol está lá enviando a luz para quem permanece no mar.
Desperto deste desfilar de memórias,quando me tocas no ombro
Encostamos a cabeça um ou outro e caminhamos ao encontro
Do sono e dos sonhos dessa noite


Lisa





5 comentários:

Ana Martins disse...

Lisa!
Que bonito e romântico!

Beijinho,
Ana Martins

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

O Outono bate à porta e traz com ele a melancolia que nos conduz à reflexão...

Bjs.

Fernanda disse...

Lisa, amiga!

Um lindo poema teu que lembra o chegar do Outono em todos os aspectos.
Ainda há sol, aproveita-o bem, pois ele é fonte de vida ... e assim viveremos mais uns dias felizes, encostando a cabeça no ombro do nosso companheiro.

Bom fim de semana
Beijinhos a ambos.

Maria disse...

O outono tem uma magia especial, embora nos conduza por vezes à melancolia, as suas cores são maravilhosas, dos dourados aos castanhos de diferentes tonalidades, as folhas se vão soltando e voam livremente pelo ar, até cairem no chão formando lindos tapetes.
Bom domingo
Beijinhos
Maria

Secreta disse...

Lindo! porque depois de (re)vividas as memórias, nada melhor que "caminhar" para além dos sonhos.
Beijito.