segunda-feira, agosto 15, 2011

Caminha devagar:
desse lado o mar sobe ao coração.
Agora entra na casa,repara no silêncio,é quase branco.
Há muito tempo que ninguém se demorou a contemplar
os breves instrumentos do verão.
Pelo pátio rasteja ainda o sol.Canta na sombra
a cal, a voz acidulada.

Eugénio de Andrade


21 comentários:

Maria disse...

É sempre bom ler Eugénio de Andrade. E hoje coincidimos no poeta...

Beijo, Lisa.

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

É minha amiga, a partir desta altura temos de caminhar devagar, temos de ter a calma das pedras a não pressa.
Quem já correu já não tem mais pernas, e assim devagar se vai ao longe, cada dia é sempre diferente do outro.
Beijinhos de luz e paz na alma...

Sonhadora disse...

Minha querida

Lindo este poema de Eugénio de Andrade.
Obrigada pelo carinho que me deixas sempre em cada visita.

Um beijinho com carinho
Rosa

Maria disse...

Amiga excelente escolha, também gosto imenso de Eugénio de Andrade, ainda hoje coloquei um poema seu.
Boa semana
Beijinhos
MAria

Fernanda disse...

Olá Lisa!

Adoro Eugénio de Andrade.
Desculpa se ando mais arredada dos Blogs e da Net em geral, mas preciso mesmo de descansar e aproveitar este tempo, logo vem o Inverno e depois já sabes como sou... sofro demais com dias cinzentos.

Beijinhos para ambos

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Obrigada pela partilha de tão belo poema.

Adoro Eugénio de Andrade.

Bjs.

GEUZA MARIAH disse...

Nossa! muito lindo seu blog!
JA estou seguindo os dois amei
uma delicia ,a gente viaja no tempo
parabens.

GEUZA MARIAH disse...

Nossa! muito lindo seu blog!
JA estou seguindo os dois amei
uma delicia ,a gente viaja no tempo
parabens.

Laura disse...

Caminhar devagar o coração para apreciar as belezas da alma e não só...

Caminhar quase com devoção, olhando os pores de sol que parece já se foram há muito, mas que vivem cá dentro.

um beijinho da laura

Maria Luisa Adães disse...

Eugénio de Andrade um encanto Maior
gostei de te encontrar por aqui e me lembro de quando te conheci.

Estamos diferentes...ou sou eu que estou diferente? Sou eu!...

Fiquei feliz por mim,

Um beijo,

Maria luísa

Maria Clarinda disse...

LINDO!!!! Jhs

Guilherme disse...

Ao tempo que não te visitava. Gostei de cá voltar.

elvira carvalho disse...

Gosto muito de Eugénio de Andrade. Chega uma altura da vida em que temos mesmo que andar devagar. Os sonhos, ficaram lá tão atrás que já nem há porque andar depressa.
Um abraço e bom fim de semana

Maria disse...

Lisa passei para lhe desejar um excelente domingo e uma boa semana.
Beijinhos
Maria

Maria disse...

Lisa passei para lhe desejar um excelente domingo e uma boa semana.
Beijinhos
Maria

Flor de Jasmim disse...

Excelente escolha!!! Amei.
Beijinho
Adélia

Ana Paula disse...

Que maravilha este lindíssimo poema de Eugenio de Andrade.

Obrigada doce amiguinha por não te esqueceres do meu "cantito" aqui na blogosfera.

Jinhos doces e um xi bem apertadinho:-)

Paula

Laura disse...

Entre dias de verão e de Inverno
vamos deixando o coração
no caminhar dos sonhos
sonhos que são apenas ilusão...

Um beijinho da laura

Graça Pereira disse...

Querida Lisa
O teu blog está mais bonito, parece uma explosão de verão e...escolher Eugénio de Andrade, foi perfeito!
Beijo amigo
Graça

tossan® disse...

Eu faço assim quando camino, depois em casa é diferente. Bj

Agulheta disse...

Aos amigos que comentaram este post no blog...obrigados.Sempre que um amigo entra aqui é um estimulo para continuar.Sejam felizes sempre como merecem.
Beijinho