segunda-feira, julho 04, 2011

UMA MANHÃ

Das palavras que me dissestes aquela manhã
Guardo na lembraça o som de algumas
Amor, que mais me parecia o sol da manhã
Que embora quente, é imcapaz de queimar
Eternidade, que me parecia um pouco exagerado
Seria o suficiente se fosse ao teu lado
Felicidade que me parecia impossivel
Se tornava finalmente algo real para mim

Então como se nada daquilo fosse verdade, você se foi
E ainda me lembro das palavras daquela manhã

Amor, ainda o sinto
Mas o sol da manhã deu lugar a fogo insuportavel
Que queima e sufoca meu peito

Eternidade...
É pra onde caminho com meu sofrimento
Descobri que só o sofrimento perdura por tanto tempo

Enquanto a felicidade
Essa descobri que na verdade nunca existiu...

Arturo Angelin

9 comentários:

AFRICA EM POESIA disse...

as férias fizeram com que tudo ficasse atrasado...depois não sei o que fiz perdi os comentários todos e não consegui recuperar.
Obrigada pelo teu carinho
Um beijo

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Soberbo poema. Um grito de saudade do amor que tão cedo de esvaiu.

Parabéns pela escolha.

Bjs.

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Existe sim minha querida quadrada no mais fundo da nossa alma, e bem de frente dos nossos olhos, só que a maior parte das vezes perdemos tempo demais a ver o que não interessa, e, o tempo corre tão veloz que nem sequer temos tempo de a ver.
Beijinhos de luz e paz nos teus dias...

Nair Morbeck Sobrinha disse...

que doce paz aqui..

Shalom

Secreta disse...

A felicidade é constituida por momentos e, por vezes, nem nos apercebemos que ela estava "lá"!
Beijito.

AFRICA EM POESIA disse...

m beijo e poesia...


COMO FAZER PARA VIVER


A vida é um encontro e desencontro
De coisas lindas e feias
De risos e de lágrimas
De dor e alegria
De sofrimento e felicidade.

A vida é isto e muito mais
E mesmo com o ser e não ser
Muitas vezes temos que esperar
Para que passe o mal e fique o bem.

E mesmo depois de muito cansaço
Procuramos a tábua de salvação
Vamos agarrá-la com as duas mãos
Para que a vida seja salvação..

LILI LARANJO

Laura disse...

Mau Maria, tudo o que precisamos para que a felicidade exista, se centra dentro da alma, se formos sempre infelizes, acabaremos sós e sem amor...mais vale pensar e imaginar felicidade e aí a vida muda...

beijitos da laura

FlorAlpina disse...

A felicidade como a bruma da manhã...efemera...
Bonito poema!

Bjs dos Alpes

Fernanda disse...

Nem sempre Lisa, o sofrimento perdura para sempre...
Vamos-nos agarrando aos momentos mais felizes e vivendo com a alegria possível a nossa vida.
Esta é a minha proposta! Aceita-a :)

Querida amiga, sabes que ainda não entendi bem o que se passou com o teu Blog.
Tenho pena que hoje à noite vá sair e não te possa falar, mas amanhã o farei. Tá?

Beijinho