terça-feira, março 01, 2011



Miragem

Percorri o labirinto do meu pensamento
E no infinito das minhas fraquezas
Descubro memórias de ti.
Sinto na brisa o meu sentimento
desejo não ver,para não perder
O que de ti,não me faz esquecer
Mas acordo de novo,e a mim provo
Que não passas de uma miragem
E não vais estar para mim
na outra margem

Poema de Jorge Oliveira
Foto:azuleazul.blogs

7 comentários:

nacasadorau disse...

Querida Lisa!


Até a escolha do poema, que sendo lindo, revela uma certa nostalgia em ti.
Amiga, façamos o mesmo de sempre, não nos deixemos afectar.
Afinal não temos dúvidas dos nosso valores e sabemos bem quem somos.
Palavras mal dizentes e actos menos apropriados naõ podem ser razões que contribuam para a nosso menos bom estar.
A vida são dois dias e estamos no Carnaval :))))
Por acaso não gosto nada dele :)))

Passa cá se vieres para Viana. Vem almoçar :) Promete-te carninha :)))
Beijão para ambos
Abraço do José para o João.

Laura disse...

Ahhh, já vi que a menina Lisa não vai com cara de peixe... pois eu adoro peixinho de qualquer forma, para quem viveu junto ao mar a olhá-lo todos os dias, peixinho seria o ideal.

Menina é isso ai, já tenho os meus coments trancados a anónimos, era cada doida, mas essas doidas são apenas duas ou três..e, até me faziam rir pelo disparatdo que escreviam e assim; a net tem coisas maravilhosas e outras nem tanto. haja paciência.

Um xi apertadinho para ti e querida Ná... que um dia hei-de conhecer.

laura

Agulheta disse...

Querida Ná.Obrigada pelas palavras e quem disse que estou nostalgica...isso é mais para o Outono,agora a primavera está logo ai e tudo muda.Eu não sou ninguém sem sol,já estou a ficar envergonhada, só me falas em comer e agora carne! para mim basta sopa e tua amizade,tanto gosto de peixe como de carne,não sou esquisita.
A vossa companhia é o principal e uma bela gargalha para nos animar.
Beijinho para ambos.
Lisa

Agulheta disse...

Amiga Laurinha.Não é que estás a pensar,aqui a menina gosta de tudo felizmente,só que quando apareco na casa da Ná,tenho peixe para refeição é ao acaso,mas sempre bem confecionado e com boa companhia que são estes amigos.
Laura fazes bem em trancar os comentários a essas pessoas,não merecem a amizade de ninguém podes crer.Para pessoas de paz e que andam por aqui para passar um pouco do seu tempo.
Beijinho xi coração.

Maria disse...

Há poemas assim.
Mas há sempre uma esperança. É urgente fazer verdade da miragem.

Beijo, Lisa.

nacasadorau disse...

Querida Lisa!

Vem lá então para cima e passa cá mesmo...
Vamos rir as duas, os quatro... vamos comer o que for, sabe sempre bem, isso é que importa.
Olha amiga, se eu te dissesse o que me tem feito a BRUXA e Cª... nem acreditavas.
Não dá para ligar a esta gente e acho que estou a imunizar, senão já tinha deixado tudo.
Não estou aqui para me aborrecer, era o que me faltava.
Tenho tanta coisa boa na vida e ia agora andar triste por causa de alguns atrasados mentais.
Não!!!!

Vou-te ligar, num instante.
Queres vir aso Baile comigo amanhã???
Eu vou! A sério!

Beijão

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Belo e nostálgico poema.

Recordações...

Beijos.