sexta-feira, janeiro 28, 2011

DESEJOS


Agora eu estou com vontade de chorar
E eu ainda nao descobri porque
mais cedo eu estava com vontade de rir
E também nao sabia porque

Mais tarde talvez eu tenha vontade de dançar
e Talvez eu não saiba porque
Ou posso também ter vontade de gritar
E com certeza não saberei porque

Ou quem sabe eu tenha vontade só de viver
sem precisar mesmo saber porque
ou ainda... posso querer... morrer
E assim, ninguém vai precisar saber porque

Arturo Angelin

6 comentários:

nacasadorau disse...

Amiga Lisa!

Querida, o poema que escolheste é "diferente", não te reconheço nessa atitude perante a vida.
Tu és das que sabe sempre os porquês, assim te sei, forte e determinada, com muito amor a todos e sobretudo à vida.

Escolheste um poema belo, sem dúvida, mas costumo sempre ver-te como parte dele, ou através dele.

Beijinhos

Ana Martins disse...

Lisa amiga,
concordo com o que diz a Ná, mas talvez o tenhas escolhido, só por o achar belo, e nada tenha a ver com o teu estado de espírito.

Já falei com a Ná, os teus comentários tinham ido para spam, ela já os moderou. É curioso que o teu comentário, no meu blogue, também estava como spam, não consigo entender.

O Sérgio, já foi à escola na quinta-feira, obrigada pela tua preocupação.

Beijinho e bom fim de semana,
Ana Martins

Maria disse...

Querida amiga, excelente escolha. Na vida nem sempre conseguimos saber o porquê do que acontece, mas devemos ter sempre uma certeza, a vida é um dom que nos foi oferecido, nem sempre é fácil, por vezes os caminhos são dificeis de vencer, mas vale a pena viver.
Tenha um maravilhoso Fim-de-semana
Beijinhos
Maria

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Senti ,neste belo poema, a VIDA com seus variados momentos.

Bjs.

nacasadorau disse...

Querida Lisa!

Olá desde há pouco :)
Tenho selinho para ti aqui http://nacasadorau2.wordpress.com/

Abração,

alegria de viver disse...

Querida amiga

Gostei do poema, em poucas palavras disse tudo.

Com muito carinho BJS.