quarta-feira, dezembro 08, 2010



O natal está próximo,a solidão evade o meu ser nestas alturas.Olho pela vidraça embaciada pela noite que se aproxima,muitas luzes distantes como a marcar o caminho e da noite que se avizinha.É neste momento que me visita, os verdes anos da infância e sinto que estou pobre! De dinheiro... não, dos afectos dos que partiram,daquelas guloseimas que eram distribuídos aos filhos e netos...tocam a porta, me acordam das recordações presentes.Sei que estareis sempre por aqui,em qualquer luz ou vidraça embaciada onde vos vejo ao longe,naquela estrela que brilha bem alto no céu e no meu coração.

Lisa

8 comentários:

Dulce disse...

Lisa,
É neste periodo do ano que as lembranças e as saudades batem mais fortes. Chegam quase a serem insuportáveis... Também sinto isso, minha amiga, e sinto mesmo a presença dos que se foram muito mais forte...
Beijos e uma linda noite para você.

Sonhadora disse...

Minha querida

Deixo-te apenas um abraço bem apertado...em silêncio.

Sonhadora

alegria de viver disse...

Querida amiga

Lindo lindo, escreveu com o coração e quando ele sente sempre ficamos tristes.
Também sinto falta desses belos tempos e de todos.

Amiga só tem saudades quem tem sentimentos.
Muita luz com muito carinho BJS.

Agulheta disse...

Amiga Dulce.É realmente neste periodo que a saudade nos visita mais!Beijinho e agradeço comentário.

Agulheta disse...

Amiga Sonhadora.O silêncio é a forma de matar as saudades.
Beijinho e obrigada pelo abraço

Agulheta disse...

Amiga Rufina.
O coração sente as horas que deve escrever,e neste dia e nesta altura muito mais.
Beijinho e tudo de bom

Graça Pereira disse...

Todos nós estamos mais pobres...Há muitos lugares vazios na mesa da Consoada e a saudade traz-nos um aperto que angustia. Mas eles estão connosco...os que partiram...fizeram presépio no nosso coração e havemos de sentir a mesma ternura de todos os Natais.
beijo
Graça

FlorAlpina disse...

Deixo apenas o meu ombro amigo...

Bjs dos Alpes