sexta-feira, novembro 26, 2010


Saber Viver

Não sei... Se a vida é curta
Ou longa demais para nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser: Colo que acolhe,
Braço que envolve, palavra que conforta,
Silêncio que respeita, alegria que contagia,
Lágrima que corre, olhar que acaricia,
Desejo que sacia, amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela
Não seja nem curta, nem longa demais,
Mas que seja intensa, verdadeira, pura... Enquanto durar

Cora Coralina

14 comentários:

Maria Luisa Adães disse...

Lindo o poema!

O que dá sentido à vida é o amor e
todas as formas de amor,
é o carinho, a benevolência, a amizade pura e tudo quanto de bom
temos no coração e na consciência.

Possamos trazer ao cimo,
protecção aos que nada são,
aos que nada têm.

Comovente teu poema. Há séculos não sabia de ti.

Estou numa de partida para o Brasil
e talvez não leve pc.

beijos e felicidades

Mª. Luísa

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Belo poema que descreve a VIDA, como ´deve ser vivida.

Obrigada pela partilha.

Bjs.

Sonhadora disse...

Minha querida

Quanta verdade neste belo poema de Cora Coralina, que adoro.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

alegria de viver disse...

Querida amiga

Lindo, realmente é muito dificil Saber viver.
Cora Coralina descreve maravilhosamente, neste poema.

Com muito carinho BJS.

Maria disse...

Amiga esse poema de Cora Coralina é simplesmente divinal. excelente escolha.
Tenha um Domingo maravilhoso
Beijinhos
Maria

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Saber viver é aproveitar os momentos simples e belos...

Bjs.

tulipa disse...

PARABÉNS!!!

GENIAL a escolha do poema.
Estou fascinada.

Só sei para mim, acho que a vida será sempre curta, nunca farei tudo o que pretendo fazer...
são tantas coisas...

Deixo-te com um beijo carinhoso.
Boa semana.

Dulce disse...

Lindos versos de Cora Coralina, alma sensivel de mulher forte, apaixonada pela vida.
Beijos Lisa e uma boa semana para você.

Secreta disse...

Daí que, seja demasiado importante , viver intensamente.
Beijito.

Fernanda disse...

Assim é querida Lisa!

Basta tão pouco para se ser feliz e contudo a tendência é complicar e exigir demais.

Como vais por aí com tanto frio?
Nem sais! Aposto.
Fui hoje a Viana às 8.45 da manhã por causa do Mazda do José e estavam 4º.
Que frioooooooo

Beijos
e abraços ao João
Ná e José

poetaeusou . . . disse...

*
ao sentir este poema,
não é dificil saber
quem o escolheu !
,
parabens,
,
brisas serenas,
ficam,
,
*

Graça Pereira disse...

O que importa não é a longa vida que se viveu mas sim, a qualidade que ela teve.
Muito sentido o teu poema, eu diria, mensagem para este tempo de Advento!
Mil beijos
Graça

Laura disse...

Tudo isso aliado ao mais belo sentir que da alma vem, ajuda o mundo a vier harmoniosamente.

Um abraço apertadinho da laura

Agulheta disse...

Aos amigos que aqui comentaram,o meu obrigado pelas palavras e amizade.Ainda não tinha vindo por aqui,porque não pode,Irei visitar cada um .Beijinho