domingo, novembro 07, 2010



Manhã na Praia

Brasa de sol queimando o Horizonte
Espectativa ansiosa sobre o mar.
velas brancas,num sonho de aventura.
Sem limites ou leis a comandar

Gaivotas levianas como a brisa
Num voo alucinado pelo espaço,
Sem páraquedas,sem medir o abismo,
Prometendo-se às águas num abraço

Uma manhã exacta,loira,clara
Leque de palma aberto em esplendor
Onda de bronze,era o teu corpo eleito
Barcos de azul,teus olhos,meu amor.

Soledade Sumavielle

8 comentários:

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Mesmo que as vozes se calem, que as flores nunca deixem de brilhar nem seus perfumes se dissipem.
Beijos de luz e muita paz.

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Sonhar...divagar...relembrar...junto ao mar.

Um Poema LINDO.
Não conhecia. Obrigada pela partilha.

Bjs.

Flor ♥ disse...

Querida Lisa,

um lindo poema... quando o tema é o mar sempre me encantam!

Bjs.

alegria de viver disse...

Querida amiga

Um poema em homenagem a natureza, lindo.

Com muito carinho BJS.

Carlos Albuquerque disse...

Amiga Lisa
Creio ser a segunda ou terceira vez que entro no seu blogue, encontro um poema e digo: este não conhecia.
Hoje, nesta vinda ao Mar de Chamas, voltou a acontecer!
Quer isto dizer que sempre que saio do seu blogue, vou mais conhecedor, mais rico. Bem haja!
Gostei de ler este Manhã na Praia.
BJS

FlorAlpina disse...

Olá Lisa,
Gostei do poema!
O mar...como me encanta!

Bjs dos Alpes

Dulce disse...

Lindos versos, Lisa, lindos, muita sensibilidade, querida amiga.
Beijos e uma boa tarde para você.

Fernanda disse...

Querida Lisa!

Manhã de praia,
Corpo de bronze,
Azuis os teus olhos, meu amor!

Foram estas as palavras que fixei, por alguma razão não aparente.

Gosto muito do que publicas.

Amiga, amanhã de manhã vou a Braga com o Pedro e o José.
Eles estão talvez a sair daí agora.
Foram ao Estomatologista dos SAMS.
Amanhã vamos ao Oftalmologista.
Queremos que o Pedro fique visto e tratado, aqui é muito mais barato do que na Suíça.

Olha amiga, desde ontem que ando mas nuvens com o meu menino ao colo.
Paparicos todos que são sempre poucos.
Tenho o coração a transbordar de felicidade.

Beijos e abraços
para ti e João de todo nós.