terça-feira, agosto 31, 2010



Como As Espigas

Finalmente (embora
saibas que não há
nem fim nem princípio):
deves dizer ainda
que há uma rosa de espuma
no teu peito e que
o seu perfume
não se esgota. E que lá
também existe
uma fonte onde bebem
as flores silvestres. Mas não
humildes, como ias
chamar-Ihes: altas
como as espigas
do vento, que no vento
se esquecem e que no vento
amadurecem.



Albano Martins
in Escrito a Vermelho

sexta-feira, agosto 27, 2010



A sinceridade faz amigos
a falsidade faz inimigos
Depende de nós
Ter amigos ou inimigos
É livre a nossa opção
A falsidade muda o amigo em inimigo
A sinceridade faz do inimigo um amigo
É melhor ser brutalmente sincero do que cómodo
Quem tem um amigo é feliz
Na vida- autenticidade
No amor sinceridade
É preferível viver assim,amar assim,
sofrer assim,esperar assim.
A todos os amigos bom fim de semana.

Lisa

segunda-feira, agosto 23, 2010



A Saudade se aproximou na hora de partir.Fecho os olhos para reter a visão e o canto da gaivota.Ficou longe os homens do mar a consertar as redes,parti,mas o olhar se deteve naquele momento tão meu no final da manhã.Voltarei,talvez de sapatos nos pés,porque o frio se aproxima,mas guardei as velhas chinelas de praia onde palmilhava o areal pela manhã ao encontro do sargaço e conchas perdidas.
Lisa

sexta-feira, agosto 13, 2010



Gostava de olhar pela minha janela e sentir o cheiro da brisa nocturna.Mas ela fugiu de repente e deu lugar ao desespero, à dor,destruição.
Fico a pensar! Porquê meu Deus,como pode o ser humano resistir a esta tortura.Ali fico e vejo ao longe, muito longe um clarão,será que se desvia para outro lado.Quando as botas pisam o terreno queimado,a dor evade o coração,penso...como vai ser amanhã.Mais tarde ao adormecer,vou sonhar que o dia vai romper bonito e sentir o cheiro matinal da erva do campo,e num sono tranquilo não vou ouvir os gemidos da sirene a pedir socorro, acudam...fogo, e correr desalmadamente ao encontro dos colegas ensonados,calçando as botas na corrida e colocando o capacete na viatura.Mas sim acordar e ver as flores mais lindas do meu jardim.
Lisa

quarta-feira, agosto 11, 2010



Amigos que comigo partilham palavras de amizade e carinho.Hoje e mais do que nunca tenho de desabafar o meu coração perante a magoa que abunda pelos familiares dos Bombeiros,amigos companheiros de luta no terreno fatídico que palmilhamos diariamente todos os anos e mais no mês de Agosto! Muitas vezes penso o porquê desta data,junto das casas que deveriam ser limpas e cuidadas,ninguém quer saber de nada.Câmaras deveriam ser mais duras e vigilantes perante as limpezas,as matas do governo muitas vezes estão sem limpeza,cortam as árvores e os ramos ficam sem retirarem dos locais,depois se junta mais cada vez mais,para não falar dos interesses por várias razões que não bem ao caso.Depois os caminhos sinuosos de fraco acesso todos estes problemas se junta ao desgaste do pessoal,sem comer, beber e pouco dormir,jamais haverá ser humano que resista a tamanha desumanidade perante este problema.E porque não colocar a tropa a abrir caminhos para as viaturas entrarem nos terrenos eles tem máquinas de grande capacidade?Os bombeiros deste país sempre fizeram o melhor, tem formação e sabem.Só que perante tanta coisa junta, ficamos de braços cruzados sem saber acudir para tantos fogos que assolam este país.Agora a justiça perante a perda de vidas que não deixe sair em liberdade,os que fazem, e lhe passe a mão na cabeça a quem chega o lume sem castigo,isto para não falar nos mandantes. Perante isto a justiça tem de ser dura e eficaz para que conste e nunca lhes passe a mão pela cabeça para voltarem a fazer o mesmo para quem ateia lume.É neste contexto onde se perde pessoas em plena juventude e que um dia,e porque é generoso e não gosta de estar sentado no café a ver a banda passar...teve sim um coração grande e dá a sua vida perante a sociedade que não tem coração para ver o sofrimento humano.Aos familiares dos colegas que ficaram no monte,na estrada da vida,me curvo perante a sua memória,a todos que diariamente travam uma luta sem fim...força camaradas nunca desistir daquilo a que nos propomos VIDA POR VIDA

quinta-feira, agosto 05, 2010



Por aqui alguém chamou a este espaço (mar de sentimentos)penso que tem razão de o dizer.Nestas escapadelas de alguns dias para descansar,os meus olhos e sentimentos jamais se fecham as injustiças que eles vêem.É um mal que não poderemos dizer ser deste ou daquele,é da sociedade em geral egoísta,prepotente, e só a olhar para o seu umbigo.Muito faz de conta,pouca educação e partilha,assim se vive hoje em dia.Por tal razão serei sempre assim simples,umas chinelas nos pés pela manhã,dizer bom dia a quem me cruzo no caminho e sorriso,mesmo que eu esteja de passagem pelo local,comprar o peixe pela manhã,a peixeira e pescador que vem vender para ter algum dinheiro para a sua vida,depois ficar numa amena cavaqueira,sentir seus hábitos, e sentimentos,é assim que tem sido os dias que passei junto do mar.Na volta a casa sinto a praga dos incêndios e de quem gosta de chegar lume e ver arder o que é nosso,sempre que posso ajudo,quando as forças não ajudarem me retiro,esperando que os mais novos o façam desprendidos...mas vejo muitos, a pensar em quanto vão ganhar e dói.Aos amigos que deixaram palavras obrigados,pelo carinho e amizade.