quinta-feira, julho 15, 2010



Enquanto o corpo faz descanso e acalma a hora do calor,nada melhor que fazer uma pausa e vir comunicar com os amigos.Também tenho de aproveitar em escrever para todos e agradecer,mesmo que tenha de estar sentada no degrau da janela para consegui abrir os blogs assim é no momento.O dia está lindo,o sol agradável e daqui a pouco irei mais um pouquinho até junto do mar,porque as gaivotas me rodeiam a casa como que a dizer,estamos a tua espera.Para a próxima semana devo ir a casa e de lá visitar todos os amigos que vou tentar visitar,mas se não conseguir o farei brevemente.Para todos um pequeno poema como prova de amizade e respeito.


Cidade de risos pessoas apressadas
sem tempo para olhar o céu e sentir
o prazer do calor do sol.
Cidade de rostos cansados,
e sem esperança,fartos de correr calçada
que ao fim do dia deixa cair os braços
e regressa a casa de braços caídos

Lisa

9 comentários:

Anónimo disse...

Minha querida

Mesmo que voltemos para casa
de braços caídos
cansados
que seja de ganhar o pão
e que chegue para tudo
para vivermos decentemente
e no lar reine
a felicidade
harmoniosamente...

beijinho da laura..e que lindo ver as gaivotas a voar, adoro..

vou sair anónima mas sou eu, não entre no resteas comod evia ser e assim não perco o que escrevi..
Laura a nina das resteas.

poetaeusou . . . disse...

*
um belo post,
parabens
,
grito sumido
congelado
no silencio indiferente
de premeditados enganos
em escondidos fingimentos
calando
as angustias conquistadas
em sonhos mal temperados !
,
Conchinhas, ficam,
,
-

tulipa disse...

LISA

Imagem maravilhosa!!!
Bela a sua poesia.
Que bom deve ser ter as gaivotas a voar tão perto...

Obrigada pela partilha.

Se puder venha refrescar-se com as minhas imagens do rio Sado, nos Momentos Perfeitos.
Veja o hospital onde estive internada, em plena serra da Arrábida.

Um abraço.

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Aproveita tudo que de belo o mar te transmite.

Obrigada pelo poema que nos deixaste.

Bjs.

alegria de viver disse...

Olá querida amiga

Amei o poema, lindo como você, uma pessoa iluminada.

Com muito carinho BJS.

Fernanda disse...

Olá amiga Lisa!

Saudades tuas!
Estamos ambas mais distantes pelo efeito do Verão e das férias.
Desde que te saiba bem e de saúde, fico feliz!

Gostei das tuas palavras, sempre carinhosas, aos amigos e do poema que fala de braços caídos e de um certo vazio.
Ou foi mal interpretado?

Beijinhos

Maria disse...

Tens sempre palavras de afecto para quem te visita, Lisa. É bom sentir este 'calorzinho'...
As cidades são exactamente como dizes no teu poema (as cidades feitas de pessoas...)

Beijinho, Lisa.

Graça Pereira disse...

Querida Amiga
Obrigada pela tua visita e pela amizade cheia de força. É isto que os amigos fazem: milagres na nossa vida.
Beijo amigo
Graça

Agulheta disse...

Aos amigos que vieram o meu...Obrigado pelo carinho,amizade e palavras escritas.Bem hajam por ser pessoas de alama grande e coração.
Lisa