segunda-feira, maio 10, 2010



Para além dos signos
Escrever agora é dispersar os reflexos,
abrir as portas de pedra e repousar no ar.
Ajoelhado junto de um barco ou de uma jarra,
um deus respira e é um puro vazio.
Para além dos signos e no início deles
um sorriso, um fulgor das coisas confiantes.
E nos muros e nos dedos, uma areia
que das nuvens descesse e na distância
a forma de uma braço amante, o sonho do outro.

Antonio Ramos Rosa

11 comentários:

Lídia Borges disse...

António Ramos Rosa... Gosto muito!

Uma excelente escolha!

Céu Vieira disse...

Olá querida Lisa!!!!
Obrigada pela sua passagem e comentário simpático no meu blog.
Eu estou encantada com o seu espaço! Está cada vez mais bonito! Lindas fotos e poemas... e as florinhas coloridas do lado direito ficam tão bonitas!...
Quanto às máquinas, não é bem assim... ele é muito esquisito com os brinquedos dele! Neste caso, mas só neste caso, o que é meu é meu e o que é dele é dele!! rsss
Ele deu-me a máquininha dele pequenina e comprou outra p´ra ele!
Porque eu não tinha nenhuma pequena que fizesse macros, só tinha a grande reflexe! E ele viu o meu gosto em fazer macros e a grande não fazia nada de jeito e deu-me aquela e comprou outra p´ra ele! É uma festa... agora temos uma reflexe e uma pequena cada um!
Tanto refilei por causa dele comprar tanta máquina e não valeu de nada... ele dá-me a volta com uma pinta danada e eu por fim ainda digo que é fixe... eheheh... só visto!.....
Um beijinho e votos de uma semana abençoada para si linda.

Graça Pereira disse...

Para além dos signos e no início deles um sorriso....
Sorriso que abre portas e torna tudo confiante...
Lindo poema de António Rosa...
Para ti, uma linda semana também...
Beijos amigos
Graça

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Começar o dia com um sorriso torna-o mais leve...

Bjs.

alegria de viver disse...

Olá querida amiga
Lindo, um sorriso aquece a alma de qualquer pessoa.
Com muito carinho BJS.

poetaeusou . . . disse...

*
no fulgor de Ramos Rosa,
brilha a chama da tua escolha,
,
suaves brisas, deixo,
,
*

Manuela Freitas disse...

OLá,
Gostei muito do blogue, vou segui-lo, aliás tenho encontrado a Agulheta em muitos comentários e tive curiosidade.
O poema de Ramos Rosa é lindíssimo.
Manuela

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Tento começar sempre o meu dia com um sorriso...

Um poema soberbo.
Parabéns pela escolha.

Bjs.

Fernanda disse...

Querida Lisa,

Mais uma excelente escolha amiga!
Lindo este poema de António Ramos Rosa.

Sorriamos e sejamos felizes.

Beijinhos

mundo azul disse...

________________________________


Um belo poema que você divide conosco, Elisa!
Parabéns ao autor, pelos bonitos versos...


Beijos de luz e o meu especial carinho!!!

________________________________

Agulheta disse...

Aos amigos que comentaram,obrigados pela visita e opinião,para todos fica o meu obrigado e meu carinho.
Lisa