segunda-feira, abril 05, 2010



Vês estas mãos?
Mediram a terra, separaram os minerais e os cereais,
fizeram a paz e a guerra, derrubaram as distâncias
de todos os mares e rios,
e, no entanto, quando te percorrem a ti,
pequena, grão de trigo, andorinha,
não chegam para abarcar-te,
esforçadas alcançam as palomas gêmeas
que repousam ou voam no teu peito,
percorrem as distâncias de tuas pernas,
enrolam-se na luz de tua cintura.
Para mim és tesouro mais intenso de imensidão
que o mar e seus racimos
e és branca, és azul e extensa como a terra na vindima.
Nesse território, de teus pés à tua fronte,
andando, andando, andando, eu passarei a vida.

Pablo Neruda

19 comentários:

Dulce disse...

Maravilhoso Neruda, sempre encanto, em cada verso.
Beijos e uma linda noite para você.

José disse...

Olá Lisa

Espero que tenha passado
um Pascoa bem passada
num lugar aconchegado
onde não falta-se nada

um beijinho Grande,
José.

Agulheta disse...

Querida Dulce.Tem razão cada palavra de Neruda,fica um sonho.
Beijo e obrigada
Lisa

Agulheta disse...

Amigo José.A Páscoa foi boa,com muito calor humano,familiar e amizade.
Beijinho

mundo azul disse...

________________________________

Obrigada, pela partilha... Neruda é Neruda e sempre me comove!


Beijos de luz e o meu carinho GRANDE!!!


___________________________________

Graça Pereira disse...

Pablo Neruda foi dos poucos poetas que mais depressa chegaram ao coração humano. Ele é o cronista das coisas: cantou o amor, o homem, a terra e a poesia.
Belissima escolha para este começo de semana.
Beijo amigo
Graça

Hana disse...

Ola, vim agradecer seu carinho em meu cantinho da harmonia, fico feliz por estar lá, e venho te visitar e agradecer este espaço lindo, minha imensa gratidão pela partilha conosco.
com carinho
Hana

Pitanga Doce disse...

Há mãos que sabem "andar" pelos territórios como ninguém.

boa noite Lisa

Laura disse...

Caramba, que delirio de poesia, que mostra de amor tão enrolado...tão lindo, amei ler o Neruda..
Que bom que escolheste este poema, dá alegria a ler..
Beijinho ternurento da laura

poetaeusou . . . disse...

*
as tuas mãos
escolhendo Neruda
em mãos de palavras !
,
conchinhas luzentes,
deixe,
,
*

Secreta disse...

Tesouro... e isso diz tudo.
Beijito.

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Com as mãos se perdoa
se trabalha se abençoa
e as tuas que minhas são
mãos são capazes de rezar por ti
como capazes de ganhar seu pão

E com elas te escrevo palavras que vais lembrando, e com elas junto dos meus braços, te deixo, o meu abraço fraterno e amigo.

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

O eterno e terno Neruda.

Obrigada pela partilha e parabéns pela escolha.

Bjs.

Lisa

Naty e Carlos disse...

As pessoas não se tornam especiais pela maneira de ser ou agir, mas pela profundidade em que atingem nossos sentimentos
Uma boa semana
bjs com carinho

alegria de viver disse...

Olá querida
Lindo este poema, fala ao coração.
Com muito carinho BJS.

FOTOS-SUSY disse...

OLA LISA, MAGNIFICO POEMA...LINDA ESCOLHA...VOTOS DE UMA BOA SEMANA AMIGA!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

Fernanda disse...

Querida Lisa,

Neruda é fabuloso!

Não há nada que ele tenha escrito que não seja admiravelmente belo.

Beijinhos amiga,

Agulheta disse...

Aos amigos que aqui deixaram uma palavra de amizade e carinho...obrigados a todos.
Estes dias não tive muito tempo para aqui vir,irei visitar todos como sempre
Beijinho

Maria disse...

Belo poema do Pablito... obrigada, Lisa.

Beijinho.