terça-feira, abril 20, 2010



A porta aberta sobre o peito
deixa entrar a manhã onde adormece
o sonho e o cais.
Pela porta não passam barcos
mas sinto o cheiro das flores
da primavera, quem entra triste
sobre o parapeito da janela
Lisa

20 comentários:

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Minha querida um verdadeiro patriota por muito mal-tratado que seja, nunca renega a sua Pátria, o seu País.
Obrigada meu anjo pelo carinho que sempre me entregas de alma e coração.
beijinhos de luz e paz.

~~º~~ Leonor~~º~~ disse...

Adoro teus poeminhas, pequeninos mas com muito sentido e sentimentos.
Abraço fraterno.

Fernanda disse...

Olá querida Lisa,

A Primavera anda triste e nós por arrasto um pouco também.

Arranjei uma conjuntivite que me está a transtornar a vida.
Vamos ver se passa logo.

Beijinhos

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Poeminha BELO que tudo diz!
Uma ternura!

Breve, a Primavera sorrirá!

Bjs.

Maria Clarinda disse...

Lindo..hoje amanheci no teu espaço.
Obrigada por estes momentos lindos.

Dulce disse...

Lisa, que delicadeza de versos, querida amiga!... Ternura, tristeza, saudade... Tantos sentimentos em apenas alumas palavras! Lindo
Beijos e bom dia

Laura disse...

Essaimagem patece montar na bicicleta e pedalar por ali, nos arredores, se é tão bela a imagem...beijinhos de terna felicidade em ti e que os dias tristes sejam um pequenino grão de areia na imensidão chamada vida..abraço da laura

Secreta disse...

E sentir o cheiro dessas flores, já dá a certeza de que a felicidade é possivel.

Fernanda disse...

Querida Lisa,

Estou com uma conjuntivite há dois dias, mas já está melhor.
O computador não ajuda, como sabes.
Amanhã já não há-de ser nada.

Beijinhos

Canduxa disse...

Amiga Querida,

quando abrimos o coração sempre sentimos o perfume das flores e os sonhos voam com vontade de se tornarem reais...

lindo o teu poema

beijinhos te deixo com muito carinho

Maria disse...

Um estado de alma que tantas vezes me 'assalta'...
Lindo o teu poema, Lisa.

Beijinho.

Maria Luisa Adães disse...

Lisa

Tu és a "caixa de pandora"
não te reconhecia com o nome de "agulheta", mas tenho prazer em
te reconhecer.

Amei teus versos, onde colocas sentimentos, sensibilidade, ternura
e tudo quanto és!

Eu não vou abandonar o Sapo, mas o sapo me está a abandonar.
Porquê? Não sei! Talvez seja uma fase menos boa.

Estás bem acompanhada neste blogs.
Parabéns e obrigada.

Maria Luísa

p.s. percebo pouco do google.
Me explica, não tenciono responder
aos comments que estão a ser enviados, em troca agradeço no
próprio blogs de quem escreveu e dou comentário ao que está escrito.
Fica menos cansativo.
Que dizes? Concordas?

poetaeusou . . . disse...

*
belo poema,
,
janela florida
enfeitando o cais
da vida !
,
conchinhas,
,
*

Meg disse...

Lisa,
Minha amiga de alma sensível que se reflecte nas palavras de cada poema que escreves... sentidos!

Beijinho para ti.

Agulheta disse...

Amigos de palavras doces e amigas que deixaram opinião! Obrigados pela visita e amizade.
Franciete
Leonor
Fernanda
Mona Lisa
Maria Clarinda
Dulce
Laura
Secreta
Caduxa
Maria
Maria Luísa
Poeta
Meg.

mundo azul disse...

________________________________


Muito lindo o que você escreveu! O mais importante, é que as portas do coração, permaneçam sempre abertas...


Beijos de luz e o meu carinho!!!

_________________________________

Eduardo Aleixo disse...

Poema pequenino, mas grande grande de ternura. Um abraço.

Nilson Barcelli disse...

Belíssimo poema, querida amiga.
Mas não deixes entrar a pripamvera triste...
Beijos.

Secreta disse...

Hoje, passo para desejar bom fim de semana.
Beijito.

Secreta disse...

Hoje, passo para desejar um bom fim de semana.