quarta-feira, março 10, 2010



Não posso adiar o amor para outro século
não posso
ainda que o grito sufoque na garganta
ainda que o ódio estale e crepite e arda
sob as montanhas cinzentas
e montanhas cinzentas
Não posso adiar este braço
que é uma arma de dois gumes amor e ódio
Não posso adiar
ainda que a noite pese séculos sobre as costas
e a aurora indecisa demore
não posso adiar para outro século a minha vida
nem o meu amor
nem o meu grito de libertação
Não posso adiar o coração.


António Ramos Rosa

17 comentários:

Maria disse...

Amiga, lindo poema e como Camões escreveu

"Amor é um fogo que arde sem se ver..."

É esse fogo do amor que nos ilumina como um farol e nos ajuda a ultrapassar as más correntes e rochedos que surgem nesse mar imenso que é a vida.
bjs
Maria

Graça Pereira disse...

Não, minha querida, o amor e o coração não podem nunca ser adiados. É tempo demsiado precioso para se perder. Gostei muito desta escolha.
Beijinhos
Graça

Fernanda disse...

Olá querida Lisa!

Não se pode mesmo adiar. Vive-se o hoje, amanhã pode ser tarde!

As tuas escolhas são sempre fabulosas.
Parabéns.

Beijocas para ti e um abração ao João,
Ná e José

Sonia Schmorantz disse...

Não se pode adiar nada, tudo que temos é este instante!
Gostaria que conhecesses o Ilha da Magia, é onde escrevo, tua opinião é importante!
beijos

José disse...

Olá querida amiga Lisa,

Os seus comentários de tão puros que são,chego a ficar emocionado,e mais confortado, por saber que não estou sozinho, obrigada


O amor não pode ser adiado
tem que se viver em cada momento
porque pode já ser tarde
e depois já não haver tempo

um beijinho grande,
José.

Laura disse...

Ora, nem mais,

Não poso adiar o amor
nem que passem mil sóis
ou mil luas
o amor nãos e adia
vive-se
porque a verdadeira plenitude
está no amor
no amar e ser amado
desejar e ser desejado...

O amor é a liberdade para amar, para viver em paz e como a nossa alma anseia..um xi da laura

Maysha disse...

Ola, gostei muito deste poema, porque o amor não pode ser adiado, tem de ser vivido minuto a minuto, como diz a Ná amanhã pode ser tarde.

Um dia feliz, um beijo de luz
Isa

Maria disse...

Nunca se pode adiar o amor. Qualquer amor...
Obrigada por este belíssimo poema de ARRosa.

beijinho, Lisa.

poetaeusou . . . disse...

*
António Ramos Rosa
indicou a solução,
não se podem adiar,
"as coisas do coração"
,
parabens pela escolha,
,
conchinhas, deixo,
,
*

Ana Paula disse...

Pois é querida Lisa concordo com o poeta não se pode adiar nada, devemos viver o momento intensamente.
Adorei este maravilhoso poema porque é uma "CHAMA" de amor.
Jinhos doces,
Ana Paula

alegria de viver disse...

Querida amiga
Viva o amor em todos os estágios, sem ele a vida não tem graça.
Com muito carinho BJS.

Anderson Fabiano disse...

... e nem deve...
meu carinho,
anderson fabiano

Manuela disse...

Amiga Lisa, vim deixar um beijinho de saudades.
Já cá não vinha á algum tempo.
Desejo um bom fim de semana.
Manuela

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Lisa! Estive visitando o espaço do Eduardo (Uma Ilha para Amar) e me deparei com uma das tuas belas criações, daí, resolvi te fazer uma visita e apreciar a beleza que é o teu espaço. Acredito que aqui, deverei voltar mais vezes.

Pelo que presenciei, constatei teres um afinado bom gosto, pois tuas escolhas são bastante acertadas.

Beijos e fiques com DEUS.

Furtado.

Secreta disse...

Este poema é lindissimo!
Tem um bom fim de semana.
Beijito.

Dulce disse...

R como adiar uma amor, Lisa? Amor não se adia, vive-se... vive-se intensamente enquanto for possivel, ou deixará de ser amor para ser apenas sonho perdido, desencanto...
Beijos

Agulheta disse...

Obrigado aos amigos que deixaram palavras! De opinião de encantamento,e amizade.
Bem hajam pela amizade presente.Lisa