sexta-feira, março 12, 2010



Fogueira da Alma
O vermelho do sol vem ao meu encontro me leva até aos caminhos trilhados.Nem eu sei muitas vezes como foi,nem as fogueiras me fizeram esquecer quem sou, e o porque
o faço.E voltam as memórias envoltas de trilhos,labaredas, e passadas de esperança sempre presentes.
É nos dias que o luar me visita,eu sinto em volta de mim, remoinhos de vento e folhagem diversa,onde a ligeireza das pernas tem de ser rápidas e precisas. Muitas histórias ficaram por contar,mas não importa só eu sei! Mas continuarei presente, em cada suspiro, em cada olhar em volta, e quando a alma faz este rodopio da vida,sempre direi. Fiz e senti que fiz bem, e quando as pernas não mais subirem ao monte das minhas lembranças e labaredas,contarei junto a lareira,aos netos; esta fogueira da alma que jamais se apagará.

Lisa

20 comentários:

FOTOS-SUSY disse...

OLA LISA, BONITA POSTAGEM...BELAS PALAVRAS...QUE TENHA UM FELIZ FIM DE SEMANA AMIGA!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

Carlos Albuquerque disse...

É mesmo, Elisa.
Contaremos aos netos, junto à lareira...
Já vamos contando...
Bom fim-de-semana, Amiga

Ana S. disse...

Oi amiga!
que essa fogueira nunca se apague para que surjam sempre belos textos como este.
Beijinhos

Nilson Barcelli disse...

Lisa, convém que não deixes extinguir essa tua fogueira da alma. Porque ela é o melhor alimento para a vida. Para além disso, mantém-te jovem...
Querida amiga, bom fim de semana.
Um beijo.

Ana Paula disse...

Olá minha doce Lisa fiquei agora sem palavras ao ler este texto poético repleto de sentimentos e memórias que guardas no teu coração.
Acredito que talvez um dia quando já fores velhinha irás contar aos teus Príncipes e eles irão deliciar-se como uma avó que sabe contar histórias tão lindas!!!
Adorei minha linda, as palavras em ti são como as cerejas, começas e pronto, sai esta maravilha!
Daqui a umas horitas vou até ao Norte, visitar os meus Príncipes e quero ver se amanhã farei a reportagem do quarto aniversário do meu pimpolho que está um "safadeco" e pediu à mãe uma festa com os amigos todos:-)
Os tempos mudam minha querida, hoje ainda pequeninos já sabem o que querem, acho que nunca tive festa de aniversário naquela idade, quando fiz um aninho tive e ainda tenho uma recordação desse dia, uma tijela pintada na Vista-Alegre, com o meu nome.:-)
Desejo-te um maravilhoso fim-de-semana.
Jinhos doces,
Ana Paula

ZezinhoMota disse...

Lisa.

Minha amiga, muito embora entre neste teu delicioso cantinho, assim como aconchegador! Para te ler, aproveito sempre que isso acontece, para te deixar uma palavra de apreço e da minha amizade...

Feliz fim de semana.

Um beijo de ternura e admiração.

ZezinhoMota

J. Araújo disse...

Lisa, o texto é lindo, poético, encantador mesmo.
Valeu!!

Bj

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Olá minha querida boa noite, quase que me apetece dizer.


Boa noite solidão
Deixa-me entrar por favor
Nos teus lençóis de marquesa
Quero dar-te o meu amor
Roubar-te todo o vigor
E beijar tua beleza

Deixo consigo o meu abraço fraterno, e meu beijinho de luz em seu coração.

Fernanda disse...

Querida Lisa,

Lindíssimo e teu poema.
Terás histórias incríveis para contar, sem duvida...venham os netos.

Beijos e abraços para ambos,
Ná e José

Maria disse...

É isso mesmo Lisa. Contar aos netos, passando o testemunho de uma vida dedicada a todos. À lareira ou não, mas passando o testemunho.
Bom domingo, Lisa.

Beijinho.

Lucília Ramos disse...

Pois é, amiga, Lisa, esse será sempre o teu Mar de Chamas, a fogueira que te há-de aquecer e iluminar em todos os momentos.

Que essas labaredas sejam de purificação e nunca de destruição.

Um grande xi-coração,
lucy

maresia_mar disse...

Olá Lisa querida
lindissimo o teu post...
lembraste-te de abrir a janela da vida?
Bjhs

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

É bom conseguirmos manter acesa a "lareira" que em nós existe.

Belo o teu texto.

Bjs.

me, myself and I disse...

Olá, Lisa.

Que belo texto. Simples e encantador.

bj e boa semana

tossan disse...

Esse é o texto mais lindo da semana e ponto final. Beijo

Ana Martins disse...

E que assim seja Lisa.
Adorei este teu texto e todos os sentimentos nele expressados.

Beijinhos,
Ana Martins

Laura disse...

Ai que a menina falou fino!


Fogos e montes escalados
pedaços de vidas roubados
trilhos desconhecidos calcorreados
sempre para apagar fogos
ou retirar corpos calcinados
ser Bombeiro é apanágio dos fortes
que lutam por vidas
mais que pelas suas...

Sim, terás muito para contar aos netos ao redor da lareira, porque a tua vida tem sido um rol de emoções.
Um abraço apertadinho da laura..

José disse...

Olá Lísa

Mulher guerreira
mulher bombeira
não apaga a fogueira
da sua lareira

deixando arder
troncos completos
para aquecer
a si e aos netos.

um beijinho,
José.

Secreta disse...

E é esse o propósito da vida, manter sempre a chama nessa fogueira viva, que é a nossa alma.

Agulheta disse...

Aos amigos que vieram ler palavras aqui escritas.Podem crer que elas tem tudo de mim,se esta alma fala-se alto muitas vezes,tanta história real e plena que tem sido todo este tempo e muito.Um dia passarei para o papel,experiências,apoios,e algumas confidências de outros que guardei dentro de mim,mas que me fizeram crescer como um grande ser humano,assim continuará.
Beijinho a todos e obrigados pelo carinho.
Lisa