quarta-feira, março 17, 2010



É da torre mais alta do meu pranto
que eu canto este meu sangue este meu povo.
Dessa torre maior em que apenas sou grande
por me cantar de novo.
Cantar como quem despe a ganga da tristeza
e põe a nu a espádua da saudade
chama que nasce e cresce e morre acesa
em plena liberdade.
É da voz do meu povo uma criança
seminua nas docas de Lisboa
que eu ganho a minha voz
caldo verde sem esperança
laranja de humildade
amarga lança
até que a voz me doa.
Mas nunca se dói só quem a cantar magoa
dói-me o Tejo vazio dói-me a miséria
apunhalada na garganta.
Dói-me o sangue vencido a nódoa negra
punhada no meu canto.

Ary dos Santos
foto:
http://pfnews.blogs.sapo.pt

13 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
obrigado pela escolha,
,
Todos sofremos.
O mesmo ferro oculto
Nos rasga e nos
estilhaça a carne exposta
esquecemos
Que foi do mesmo sangue,
Que foi do mesmo ventre
que surgimos.
,
in - ARY
,
conchinhas,
,
*

Maria disse...

Não me é possível comentar Ary. É GRANDE demais!
Agradecer-te o poema que nos deixas. Tão belo. Tão forte. Tão Ele...

Um beijo, Lisa.

EDUARDO POISL disse...

Lindo poema!!!
R. Não querida nao é Flamingo é um Socó, uma ave que tem em todo o litoral do Brasil, Que bom que gostou da foto.

"O que as vitórias têm de mau é que não são definitivas. O que as derrotas têm de bom é que também não são definitivas."
José Saramago

Obrigado pela amável visita.
Abraços com carinho

Graça Pereira disse...

Ary dos Santos era assim mesmo: contundente, poético, mordaz e verdadeiro...Faz-nos falta!!
" Dói-me o Tejo vazio, dói-me a miséria apunhalada na garganta"
Escolha perfeita.
Beijos~Graça

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Olá bem, grande esse poeta ele era grande em tudo de alma e coração.
Beijinhos de paz e luz minha querida

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Parabéns pela escolha e obrigada pela partilha.

Ary dos Santos um poeta eterno.

Bjs.

alegria de viver disse...

Olá querida
Belo poema cheio de paixão, profundo.
Com muito carinho BJS.

me, myself and I disse...

Olá, Lisa!
Que belo poema de Ary dos Santos, tão verdadeiro...

bj
obrigado pelas gentis visitas.
bfds

Sonhadora disse...

Minha querida
É um dos mais belos poemas de Ary.
uma bela escolha.

beijinhos
Sonhadora

Fernanda disse...

Querida Lisa,

Só podia ser Ary dos Santos.

Lindíssima a tua escolha.
Beijinhos amiga linda.

Flor ♥ disse...

Lisa, um poema pungente e belo...

Beijinhos!

Secreta disse...

Ary dos Santos, sempre bom.
Beijito.

Ana Paula disse...

Que escolha maravilhosa desse nosso grande poeta que partiu ainda novo, mas deixou um grande tesouro, as suas belas poesias, muitas das quais são também cançôes.
ADOREI!!!
Jinhos bem doces