sexta-feira, março 05, 2010

Como no poste anterior falei de algo que todos nós lamentamos no dia a dia.Falta de educação de alguns jovens de hoje,nas escolas,em casa e até nas ruas.Tudo é uma questão de responsabilidade de cada um.Pais,e educadores principalmente.Uma criança com problemas tem sempre algo nela que desconfiamos,pela sua forma de ser,em rendimento escolar,no isolamento e atitudes perante colegas.Ao longo do meu trabalho,assisti a alguns que tentaram o suicido,muitas vezes eu sabia mais que os próprios familiares,e foi sua confidente.Tenho uma coisa comigo,se vir algo que me chame a atenção denuncio,medo nunca! Não devemos pactuar com este tipo de pessoas,que fazem o que querem sobre pessoas indefesas,ser justo acima de tudo,mas sei que muitos nem o fazem por medo e até vergonha,mas se respeita.É tudo uma questão de atitude no momento

14 comentários:

Sandra disse...

VENHA VER QUEM ESTÁ COMIGO NESTE LINDO CANTINHO
http://sandraandradeendy.blogspot.com/
SE VC. GOSTAR, CONVIDO A FICAR POR LÁ, ME SEGUINDO.
FICAREI MUITO FELIZ COM A SUA COMPANHIA.
CARINHOSAMENTE,
SANDRA

Fernanda disse...

Querida Lisa,

Já escrevi vários textos sobre a violência exercida sobre as crianças, sobre bulling, sobre maus tratos em casa,e também sobre a falta de respeito e de educação que as próprias mostram não ter por ninguém.

Este é o fruto dos tempos conturbados que vivemos, da insegurança nos empregos e consequente ausência em casa para dar a necessária assistência aos filhos.

Há sim que denunciar todas as situações, sem receios. Mais vale parecer intrometida do que deixar que as situações se descontrolem e dêem em casos como esta criança que se afogou agora há dias.

Beijinhos

Maria disse...

Aflige-me tudo isto. Não tenho explicações para o que acontece. Não entendo, ultrapassa-me. Como me ultrapassa a violência de pais sobre os filhos (às vezes apenas verbal ou nem isso - existem muitas formas de violência...)

Deixo-te um abraço, Lisa.

poetaeusou . . . disse...

*
infortunado País,
malfadado Povo,
onde ser educado
é ser ingénuo . . .
,
conchinhas mareantes,
deixo,
,
*

mundo azul disse...

______________________________


Infelizmente, seu texto está coberto de razões... Muitos jovens e crianças vivem em ambiente onde tudo é natural e permitido, mesmo a falta de respeito com seus semelhantes...


Beijos de luz e o meu carinho, querida Lisa!

__________________________________

José disse...

Olá Lisa,Com amigas assim, mais logo começo a pensar que sou algum escritor, mas eu tenho a consciência daquilo que sou, aqui para a gente que ninguém nos ouve, eu fiz a terceira classe dos sete aos dez, e fiz a quarta classe aos dezassete trabalhando de sol a sol, e estudando à noite, agora ando tirando um curso de leitura escrita, mas pouco aprende, a gente leva a maior parte do tempo falando, a professora também gosta muito de falar,mas por causa de eu ter algum jeito para escrever versos, a professora vai por os meus poemas no blog da escola, e por causa disse já fomos convidados para uma visita de estudo a Lisbos.
Bem vou parar por aqui.

Um beijinho,
José

José disse...

O país precisava de mais mulheres assim, como a Lisa e como a Fernanda que são mulheres de armas, que não se calam.
E como segunda é o dia da mulher, eu
deixo aqui um ramo de flores para a Lisa ainda que seja virtual, mas está no pensamento.

um beijinho,
José

alegria de viver disse...

Olá querida amiga
Infelizmente a liberdade está deturpada com libertinagem, os pais querem passar a tarefa de educar para os professores, sendo que deveria ser uma comunhão, a vida corrida leva ao abandono dos seus deveres.
Com muito carinho BJS.

Ana Martins disse...

Amiga Lisa,
sou a favor de se denunciar toda e qualquer situação sempre que achemos imperioso fazê-lo.

Há uns anos atrás denunciei um caso de droga na escola que o meu filho frequentava. Nunca me arrependi de o ter feito, muito pelo contrário procuro estar atenta a todas as situações que mereçam a minha preocupação.

Beijinhos,
Ana Martins

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Tudo isto é fruto dos exemplos que vêm de casa.

Bjs.

Flor ♥ disse...

Lisa, infelizmente muitos casos assim acontecem e pouco podemos fazer, a não ser conversar, denunciar... é uma questão de atitude e de coragem, sim.

Bjs.

Ana Paula disse...

Acredito no que transmitiste querida Lisa dada a tua maneira de ser e estar na vida tenho a certeza que sabes "orientar" alguém que precise da tua ajuda e também pela experiência no voluntariado deves ter assistido a casos bem complicados!
Por vezes quem tem problemas desabafa mais depressa com um desconhecido do que com alguém que convive.
Força "garota" não mudes e ajuda aqueles que precisarem do teu apoio e denuncia os casos que achares que não são normais, ainda acredito na justiça!
Desejo-te uma noite muito feliz repleta de sonhos lindos.
Jinhos bem doces,
Ana Paula

Agulheta disse...

A todos os amigos que vieram dar a sua opinião e amizade!Obrigados pelas palavras.

me, myself and I disse...

Olá, Lisa.

Para mim, só uma palavra define tudo isto: ausência...

... de valores
... de educação
... de pais
... de escola

E assim continuam...

bj e boa semana