sexta-feira, dezembro 11, 2009



NATAL À BEIRA-RIO
É o braço do abeto a bater na vidraça?
E o ponteiro pequeno a caminho da meta!
Cala-te, vento velho! É o Natal que passa,
A trazer-me da água a infância ressurrecto.
Da casa onde nasci via-se perto o rio.
Tão novos os meus Pais, tão novos no passado!
E o Menino nascia a bordo de um navio
Que ficava, no cais, à noite iluminado...
Ó noite de Natal, que travo a maresia!
Depois fui não sei quem que se perdeu na terra.
E quanto mais na terra a terra me envolvia
E quanto mais na terra fazia o norte de quem erra.
Vem tu, Poesia, vem, agora conduzir-me
À beira desse cais onde Jesus nascia...
Serei dos que afinal, errando em terra firme,
Precisam de Jesus, de Mar, ou de Poesia?

David Mourão Ferreira

11 comentários:

alegria de viver disse...

Querida amiga
Muito obrigada pelas lindas palavras que deixou no meu blog.

Belo poema, com muito carinho BJS.

Maria disse...

Tanto que tinha para ler aqui dos teus contos de Natal.
Estar sem net (ou com net portátil que funciona mal) é uma maçada quando nos habituamos a 'blogar'. Fez-me falta ler os blogues dos amigos.
Mas estou de volta, pelo menos até à próxima ida para a província...

DMF escreveu o Natal como pouco. Este poema é lindíssimo!
Obrigada, Lisa.

Beijinho

EDUARDO POISL disse...

"No fim tu hás de ver que as coisas
mais leves são as únicas que o vento
não conseguiu levar:
um estribilho antigo,
um carinho no momento preciso,
o folhear de um livro de poemas,
o cheiro que tinha um dia
o próprio vento"

(Mário Quintana)


Desejo um lindo final de semana com muito amor, paz e carinho.
Abraços com todo meu carinho.

Mona Lisa disse...

Olá Lisa

Belo poema.
Parabéns pela escolha e obrigada pela partilha.

Bjs.

Lisa

Agulheta disse...

Alegria de viver.
Agradeço amiga pela forma e carinho que se dirige a este espaço.Beijinho no seu coração.
Lisa

Agulheta disse...

Maria.Obrigada amiga,mesmo com a modesta (net portátil) ficou o carinho e palavras neste espaço,para além da pressença amiga.
Beijinhos e bfs
Lisa

Agulheta disse...

Eduardo.
Obrigado Pelas palavras de comentário ditas em poesia do Quintana.
Beijinho bfs
Lisa

Agulheta disse...

Mona Lisa.Agradeço visita e amizade,pelas palavras.
Beijinho bfs
Lisa

Fernanda disse...

Querida Lisa,

David Mourão Ferreira é sem dúvida uma uma referência na poesia de todos os tempos.

Escolheste um tema lindíssimo.
Parabéns.
Beijos

Sonia Schmorantz disse...

Acho que sou um pouco criança as vezes, estes textos de natal sempre me emocionam muito. Está tão bonito!
beijo

Ana disse...

Belíssimo poema que escolheste para esta época natalícia.
David Mourão Ferreira é sem dúvida, um dos grandes poetas contemporâneos.
Um grande beijinho,
Ana Paula