quinta-feira, outubro 08, 2009



Se crisparam as palavras escritas
pela palma da minha mão
Os olhos se fecharam pelo que vi
o lamento, a injustiça e a falta do pão
hoje me calo pelas palavras ditas

Lisa

15 comentários:

Dulce disse...

Tão bonito, Lisa... Tão bonito...
Um silêncio forçado pelo sentimento.
Beijos

ZezinhoMota disse...

Lisa!

Uma tão bela imagem a constatar um tema imensamente triste...

Beijos de ternura.

ZezinhoMota

(A Poesia do Zezinho - http://zezinhomota.blogspot.com)

Fernanda disse...

Amiga Lisa.
Lindo demais... tristemente verdadeiro.

Parabéns!

Beijos

Céci disse...

Olá Amiga Lisa,

"Hoje me calas com as palavras ditas", mas gritas com as palavras escritas!

Lindo

Bjinhos

Céci

pico minha ilha disse...

Que a voz nunca se cale e se faça em palavras escritas.

Beijinhos

Carlos Albuquerque disse...

Amiga Elisa.
Roubo as palavras da Céci (ela que me perdoe!) para comentar este post.
Bom fim-de-semana.
Beijinhos e um abraço

Unseen Rajasthan disse...

Beautiful words and lovely picture !! Words are so nice !! Thanks for sharing..Unseen Rajasthan

Agulheta disse...

Obrigada Dulce. No silêncio ficam as palavras,aqui escritas.
Beijinho Lisa

Agulheta disse...

Zézinho. A imagem reflecte um pouco como devia ser as sementes lançadas a terra.
Beijinho Lisa

Agulheta disse...

Querida Ná. Sim é verdadeiro,e por vezes as palavras sai.
Beijinho a ambos. Lisa

Agulheta disse...

Céci. Nunca gostaria de "calar" os amigos no bom sentido,por vezes as palavras gritam alto.
beijinho doce amiga
Lisa

Agulheta disse...

Salomé. Sim nunca devemos calar a razão e o coração à injustiça.
Beijinho amiga
Lisa

Agulheta disse...

Carlos. Dizia uma canção,que a palavra é uma arma! como tal foi usada em tom dolente aqui.
Beijinho

Agulheta disse...

Unseen Rajasthan.Obrigado the words spoken here, friends are the reason this area, much peace in my heart. Lisa

Ana disse...

Uma maravilha! Calo-me sim pelo que escreveste, mas não quero que te cales nunca.
Obrigada querida Lisa por este momento tão belo.
Beijinhos doces,
Ana Paula