segunda-feira, outubro 05, 2009



Voz de sonho horas de solidão, assim era a diva. Encantou e amou transmitiu a ternura os sonhos, ela foi a gaivota de um mar, a Viela de Alfama, e Tábua de um caixão, mas sempre será a voz que ficou no coração que um dia calou de dor.
Lisa


ps: Coisa curiosa,retirei uma foto da net,e para que nada viesse a ter problema,cooquei o link da mesmaO meu espanto foi ao abrir hoje o blog e clikar no respectivo link e ver que se dirigia a sites menos próprios,as minhas desculpas por quem aqui andou,mas temos gente para tudo. A foto foi retirada desta página e fica outra.

11 comentários:

Lucília Ramos disse...

E o que eu ainda choro ao ouvir 'alguns' de seus fados!!!

"Povo que lavas no rio... que talhas com teu machado... as tábuas do meu caixão..." - já me fez correr correntes de lágrimas.

Um abraço para ti, Lisa!

elvira carvalho disse...

No meu blogue "A mulher e a poesia" também lá está a homenagem.
Uma grande voz que estará encantando os anjos.
Um abraço e uma boa semana

Carlos Albuquerque disse...

Amiga Elisa.
Associo-me à sua homenagem a Amália!
Tudo de bom para si.
Um beijinho

Dulce disse...

Lisa

Tenho doces, maravilhosas lembranças ligadas à voz de Amália.

bjs.

Uma observação, se me permite: o link abaixo da foto (?) não entendi a correlação.

Secreta disse...

Por acaso não era fã desta senhora. Mas é impossivel negar a sua fama.
Beijito.

Graça Pereira disse...

Penso que não é demais as homenagens espalhadas pelo mundo virtual e não só! Ela, Amália, cantou um país inteiro. Um beijo Graça

pico minha ilha disse...

Amália, sempre a grande fadista, hoje amanhã e sempre.Para não esquecer nunca.

Beijinhos com amizade

alegria de viver disse...

Olá amiga
São pessoas iluminadas assim que deixam saudades, tive o prazer de viajar com ela no mesmo avião foi uma honra, era uma pessoa simples com muito carisma.
Com muito carinho BJS.

Céci disse...

Curioso!

Estive acabar de ver o filme, ultimo episódio na RTP1, mas como sou uma melada, ainda estou com a lagrimita no olho, adoro ouvir Amália, e se o filme é inspirado na vida dela, minha amiga, a Diva teve tudo e não teve nada!

A nós deixou-nos a Voz a forte presença, mas que teve ela que a deixasse feliz durante toda a vida? Só mesmo o carinho do publioo.

Bjinhos

Céci

Agulheta disse...

Aos amigos que aqui comentaram o post sobre Amália. Ela foi para mim a saudade a poesia!Não conheci pessoalmente,ao longo do tempo vi,uma mulher sofrida.Ontem assisti ao filme baseado na sua vida,e cheguei à conclusão do que pensava,teve tudo a seus pés,faltou-lhe algo na vida que se chama amor.
Obrigados
Lucy
Elvira
Carlos
Dulce
Secreta
Graça
Salomé
Alegria de Viver
Céci

Ana disse...

Uma grande homenagem a esta ESTRELA que nuna irá parar de brilhar!
Beijinhos doces.