sexta-feira, agosto 21, 2009

O mar, o amor e a eternidade



O mar, o amor e a eternidade...
Compare o amor ao mar, que é grandioso em si mesmo, tem uma força ainda
desconhecida, e é capaz de encantar e até matar, quem não tiver a devida
atenção.
O amor e o mar se igualam na beleza, onde gente grande vira criança, os
olhos brilham, o coração acelera, a vida tem outro sentido diante do amor,
a beleza tem outra visão diante do mar, a vida tem outros valores diante
do amor.
Assim como o mar, o amor se renova em ciclos, no mar são as marés, que
elevam e abaixam as águas, no amor, são os pequenos gestos, as
delicadezas.
O respeito, a admiração pelo outro, as lembranças, que vão construindo um
sentimento maior que o mar, maior que o próprio amor, avançando com a
idade, sendo tão generoso que abre mão de si mesmo, quando deixa de ser
uma paixão, para se tornar cumplicidade.
Diante do mar, vejo as ondas no vai e vem sem fim, e posso ter esperanças,
que assim como as ondas, o amor que se foi, pode voltar, ou se renovar, e
assim como estou diante do mar, poderei estar diante de um novo amor, para
um recomeçar, num indo e vindo infinito, como o próprio mar, como o
próprio amor...

Paulo Roberto Gaefke

17 comentários:

Fernanda disse...

Querida Lisa,

Hoje que estou para aqui toda tristonha, até o teu lindíssimo poema me deixou ainda mais melancólica.

Estou privada de praia e de mar, que tanto amo, porque fiz uma alergia solar ou à água, não sei. Aliás estamos os dois. O José está pior, o que não é nada normal.

Claro que isso não ajuda, mas não é naturalmente por isso que estou em baixo, são coisas da vida, as coisas de que falas no teu poema e não só.

Melhores dias virão.
Beijocas para ambos

pico minha ilha disse...

A mensagem é linda e pode ser encontrada aqui e com direitos de autor http://groups.google.com.br/group/meuanjo/msg/7c86323edd1a3d54

Bom fim de semana amiga.Beijinhos

Céci disse...

Olá Elisa,

Bonito este texto, e escrito desta forma o mar e o amor têm muita coisa em comum, talvez por isso é que precisamos tanto do mar e do amor, o mar para inspirar, e o amor para Viver!

Bjinhos

Céci

Méon, disse...

Obrigado pela visita.
Espero voltar.
Só há dois post's? O arquivo. Se calhar fui nabo, não vi...

Jinhocas

Dulce disse...

Lisa

Um texto interessante e verdadeiro.
O amor chega mesmo como o mar. Para uns em ondas serenas, céu azul, abrindo paz no coração. O que não impede que um dia aconteça um temporal, nuvens negras e ameaçadoras carregando a paz para longe.
Para outros o amor chega como um furacão sobre as aguas, arrebatador, reclamando urgências, e passada a tempestade pode seguir tranquilo e sereno, ou ver as embarcaões sossobradas, destruidas...
Então, como o mar precisa de bom marinheiro, o amor...
Será que alguem sabe do que o amor precisa para sobreviver as tempestades? Realmente?
beijos...

Flor ♥ disse...

Oi, Lisa!

Gosto muito dos escritos de P. R. Gaefke, sempre com muita espiritualidade... esse não conhecia, e encantei-me mais uma vez com essa comparação do amor com o mar, as ondas da renovação...

Beijos, querida, e um lindo final de semana para ti!

Sonia Schmorantz disse...

Amei a imagem, amei o texto...é tudo tão lindo!
beijos, bom final de semana

EDUARDO POISL disse...

FELICIDADE!

Quando o vento bater à sua porta,
Abra devagar,
Para deixa-lo entrar
Pense quanto de bom poderá receber,
Se estiver pronto para tal,
Mas as conquistas diárias
Estamos sempre apostando tudo
e a cada recomeço,
Percebemos, o quanto é gratificante,
Estar pôr perto de quem se gosta de verdade,
Sua simpatia,
Corresponde o momento de felicidade
e transborda de alegria
o coração de quem recebe.

(Roseli Alcântara)

Desejo toda a felicidade neste final de semana,
Um grande abraço.

Ana disse...

Olá querida Lisa boa noite!
Já vim aqui hoje para deixar um comentário, fui interrompida, e tive que sair:-). Parece que desta vez vai mesmo ficar:-)
Pois é minha linda amiga o mar e o amor tem muitas coisas em comum, aliás eu amo o mar, mesmo que não vá para a praia, basta-me olhar para ele e sinto-me muito feliz.
Mas ao mesmo tempo tenho medo do mar, especialmente quando há mau tempo. Mas há sempre quem arrisque, assim acontece também no amor.
Adorei o texto e transmite uma bela mensagem.
Desejo-te uma noite muito feliz e um óptimo Domingo.
Beijinhos repletos de carinho,
Ana Paula

alegria de viver disse...

Querida
Que bela comparação, o amor é muito grandioso assim como o mar, ambos tem muita força, e precisamos ter muito respeito com os dois.
Parabéns pela escolha.
Todo o meu carinho BJS.

Estrela d'Alva disse...

Olá Lisa,

Adorei o texto... está lindo, e faz todo o sentido! =)

Beijinhos, muuuuuuuuuuuuuuuuitos,
Estrela d'Alva

José disse...

Olá Lisa,

Baixa o mar vaza a maré
fica a praia descobeta
e um amor que não se vê
mas que tem a porta aberta

beijinho

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA LISA, MARAVILHOSA POSTAGEM AMIGA... UMA BOA SEMANA... ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

FOTOS-SUSY disse...

OLA LISA, EXTRAODINARIA POSTAGEM, FELIZ SEMANA CHEIA DE AMOR E PAZ...

BEIJO E ABRACO DE CARINHO!!!

SUSY

Maria Emília disse...

Como está certa esta reflexão e repare que se em vez de amor o autor tivesse escolhido a palavra amar, o sentido era ainda mais perfeito.
Um grande beijinho,
Maria Emília

Agulheta disse...

Aos amigos que vieram comentar,o meu obrigado pela visita,e o meu bem haja.

Fernanda
Pico Minha Ilha
Céci
Méon
Dulce
Flor
Sónia
Eduardo
Ana
Alegria de Viver
Estrela D'Alva
José
Fernanda
Suzy
Maria Emilia.

Maria Clarinda disse...

Obrigada pela partilha ...lindo!
Jinhos