quarta-feira, agosto 26, 2009

Amizade



As minhas férias este ano foram por partes,derivado a algumas coisas. Agora vou tirar o resto e saio amanhã e volto em Setembro,depois estarei mais tempo por aqui,quanto mais não seja à noite.Tudo acalma o calor a correria,por vezes não é fácil para mim,mas tento sempre da melhor forma fazer o que gosto.Vai fazer falta estes dias o convívio dos amigos que por aqui vem e a quem visito,eles já fazem parte da minha vida e tenho que vir por aqui nem que seja tarde.De um lado me entra um campo de Papoilas lindas e de belas palavras,depois tenho as Anas! são três das quais gosto muito,uma trás um arquipélago de flores,outra a poesia do Minho,outra o sabor a sal e mar de Aveiro e de coração de ouro,umas vem de Lisboa,cidade cosmopolita e de encanto,transparentes e amigas onde as palavras são de Cidadania e com um Cheiro da Ilha, do Algarve um com sabor a poesia,que se chama Calado mas de palavras belas,outra com o cheiro a terra quente de África a Meg.Depois vem o encanto dos poemas de várias formas,em soneto da Fernandinha, em páginas de vida tudo à Sexta Feira. Do outro lado do atlântico com cheiro a Mundo Azul e palavras doces,várias e tão bonitas que deixam palavras que guardo,a Dulce inspiradora,a Menina do Rio,apaixonada e para não falar uma Pitanga Doce. Numa breve brisa entro com Vento na Ilha,mas fico a sonhar com a poesia,paseio para outro lado e fico a ler uma Página para Dois,que beleza de amor.Dum lado mais distante outro arquipélago que tem um Pico por companhia,sentimental e amiga a Salomé.Mais perto tenho um Céu por companhia com belas fotos,uma Lucy que explora o Gerês em todo o lado,entra um Querubim com um coração de ouro,sem falar na Secreta,que por o ser continuará. Depois de algum tempo entro Reflexões e Divagações e leio a escrita sempre actual e verdadeira em verso,e por ser Tal Qual Sou de uma linda serra, onde partilha com outro amigo o Gui que fala da sétima arte com encanto,mas não falta as Sobrasdemim, onde tem muito para ler e meditar,e fico a ler numa Inspiração do norte onde as ideias e as palavras disparam certas ao coração,e num simples Resteadesol caminho até Braga para dizer um olá à nina poeta Laurinha.Me ponho a caminho e vou ao encontro da Casa do Rau,onde descanso depois destas visitas e saio de lá feliz,pelas palavras e cheirinho as coisas doces que publica,depois de beber um belo licor de frutos silvestres me ponho a caminho de casa...aqui neste blog,assim é a história dos amigos contada aqui com carinho e amizade.Até lá sejam felizes. Lisa

segunda-feira, agosto 24, 2009

Pensamentos da Escrita



Os amigos que me conhecem sabem como sou. Transparente qb e amiga, por vezes sou um tumulto de emoções, outras vezes mar calmo e sereno.Tenho momentos de dançarina, que rodopia no salão ao som de lindas melodias latinas. Outras sou aquela que escreve palavras sentidas e de coração, sempre com a escrita da poesia que ilumina o meu ser. Mas tenho muito de um canteiro cheio de flores, de malmequeres, rosas e tulipas e até as orquídeas, gosto do seu cheiro e suavidade. Que entra na minha alma com cheiro que a natureza trás até mim, então corro como uma perfeita maripossa, de flor em flor de jardim em jardim ao encontro de amigos, pouso, lhe digo um olá e lhe deixo um carinho. Na volta subo montes e vales ao encontro das serras, onde luto e protejo a natureza, para que não lhe cheguem o lume, me esforço em trabalho a dominar as chamas, vou a exaustão da força, me atiro para o alcatrão da estrada e regresso depois do dever comprido.É nesta luta que chego ao braço amigo, e de amor onde descanso as assas de uma Fénix renascida e que volta a lutar por tudo de igual forma, esta sou eu.
Lisa

sexta-feira, agosto 21, 2009

O mar, o amor e a eternidade



O mar, o amor e a eternidade...
Compare o amor ao mar, que é grandioso em si mesmo, tem uma força ainda
desconhecida, e é capaz de encantar e até matar, quem não tiver a devida
atenção.
O amor e o mar se igualam na beleza, onde gente grande vira criança, os
olhos brilham, o coração acelera, a vida tem outro sentido diante do amor,
a beleza tem outra visão diante do mar, a vida tem outros valores diante
do amor.
Assim como o mar, o amor se renova em ciclos, no mar são as marés, que
elevam e abaixam as águas, no amor, são os pequenos gestos, as
delicadezas.
O respeito, a admiração pelo outro, as lembranças, que vão construindo um
sentimento maior que o mar, maior que o próprio amor, avançando com a
idade, sendo tão generoso que abre mão de si mesmo, quando deixa de ser
uma paixão, para se tornar cumplicidade.
Diante do mar, vejo as ondas no vai e vem sem fim, e posso ter esperanças,
que assim como as ondas, o amor que se foi, pode voltar, ou se renovar, e
assim como estou diante do mar, poderei estar diante de um novo amor, para
um recomeçar, num indo e vindo infinito, como o próprio mar, como o
próprio amor...

Paulo Roberto Gaefke

quarta-feira, agosto 19, 2009

Lembrar


Lembrar quem perdeu a vida a ajudar os outros
19 de Agosto de 2009, 12:26

Recordar todos aqueles que perderam a vida a ajudar os mais desfavorecidos - é esse o objectivo do Dia Mundial Humanitário. A data assinala-se hoje pela primeira vez, por iniciativa das Nações Unidas, que desta forma presta homenagem a todos os trabalhores humanitários mortos no terreno.
De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), só no ano passado foram mortos 122 trabalhadores humanitários. O número crescente de vítimas tem preocupado a ONU - afinal, é maior o número de trabalhadores humanitários mortos do que o número de vítimas entre os militares da ONU (os chamados "capacetes azuis").
Mobilizados muitas vezes para territórios em clima de guerra para dar apoio às populações, os trabalhadores humanitários têm vindo a ser utilizados como parte da táctica militar. Em países como o Afeganistão, o rapto e o assassinato de voluntários tem sido utilizado pelos talibãs como parte da estratégia de guerrilha.
Para combater as estatísticas, as Nações Unidas tomaram então a iniciativa de celebrar o Dia Mundial Humanitário a 19 de Agosto - o mesmo dia em que, no ano de 2003, o quartel das Nações Unidas em Bagdade, no Iraque, foi atacado (numa ofensiva que matou 22 trabalhadores humanitários).
Num vídeo disponibilizado no site das Nações Unidas, o Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, diz que a data visa recordar os "homens e mulheres que, de forma heróica, vindo de países diferentes, partilham uma mesma condição: a crença de que o sofrimento de uma pessoa é responsabilidade de todos".
Na sede da ONU, em Nova Iorque, os trabalhadores humanirários mortos vão hoje ser homenageados, numa cerimónia pública onde vão também ser exibidas fotografias de alguns dos voluntários.aqui.http://noticias.sapo.pt/info/artigo/1012509.html

Como sou voluntária,não das Nações Unidas e como tive um amigo que algum tempo foi morto num lugar onde praticava voluntariado como médico no Bangladesh.

segunda-feira, agosto 17, 2009

Novamente aqui?


(não resisti as cores e flores)


(acordava pela manhã e tinha esta visão)

Neste regresso a coisa melhor é sentir paz e harmonia entre todos,os amigos e quem eu amo. Andei feito viajante,percorri caminhos e conheci pessoas lindas,e imaginem até consegui cantar ao som da concertina!É de louvar pois nunca cantei,até no banheiro não canto.As praias do Minho são realmente águas frias,mas o coração está cheio de alegria que as aquece,estes dias o calor apertou,e da parte da tarde não se podia estar na praia,só a partir das cinco da tarde.Mas como gosto de conhecer foi ao encontro doutras coisas.Quando me desloquei a Vila Nova de Cerveira,foi conhecer o Aquamuseu,tem todos os seres vivos que habitam no estuário do Minho,se tiverem interesse devem procurar aqui.http://aquamuseu.cm-vncerveira.pt/
Tem junto um belo parque de lazer,onde se pode desfrutar o lugar limpo e aprazível,gostei muito de ver este espaço.Sem falar na gastronomia,depois vem as gorduras e lá vai a linha,mas como as férias é para viver,fica para o inverno.O menos bonito é a falta de civismo de alguns na estrada,chamam todos os nomes e mais alguns,fazem gestos na passagem se gostamos de ir mais devagar a apreciar a paisagem,mas eu não ligo deixa andar que o fim do mês se aproxima.outra coisa que gosto é de fotografar flores,e aqui fica alguns registos se gostarem podem levar.
Agora vou visitar os amigos com mais tempo,e a partir de 28 deste mês até principio de Setembro vou acabar os meus dias de férias mas no sul,até lá sejam felizes.

terça-feira, agosto 11, 2009

Férias...novamente


foto da net

Pois é amigos! esta coisa do tempo mudar como a camisa diária,dá comigo em doida,vamos hoje amanhã,deve estar bom? E andamos nisto ultimamente,a mala está mais ou menos pronta,como tal aqui vou eu,e como o tempo melhorou e está um calor dos diabos por aqui que tenho serra e vales,ala que se faz tarde, e lá vai a menina para a beira mar. Foi a pressa que aqui vim mas não foi por mal,vou até ao fim de semana para fora deste espaço...até lá sejam felizes.
Lisa

segunda-feira, agosto 10, 2009

Meditar nas palavras.



Depois de um dia em descanso,hoje com mais tempo vou falar um pouco o que o meu coração sente.Nesta altura é sempre igual a si mesmo,transito a dizer chega,um verdadeiro inferno, restaurantes sempre cheios e com fraca oferta,tirando alguns lados a onde se saiba procurar.
Políticos já em grande azafama para os convites,todos a quererem e a lutarem por um simples lugar.Que me importa que lutem que berrem,quando eles não são capazes de alguma credibilidade... sim vamos lhe dar o voto se o merecerem alguns tenho dúvidas.Basta escutar todos os dias, eles são tão sérios e falam tão bem? As vezes penso que nós é que estamos errados! mas vou deixar tudo isto de parte,e falar de algo sério e credivel,algo que mexeu comigo. Raul Solnado,o humorista que fez rir até as lágrimas,e o belo trio do Zip Zip e que resta só um.Hoje em dia já são tão poucos com este sentido de humor,vejo isso sim, convencidos em estrelas que de piada nada tem.Em casa dos meus pais ouvia muitas os seus discos,e riamos até as lágrimas.Nestas letras quero dizer,que a cultura ficou mais pobre,pelo autor pelo homem e humanista que sempre foi...bem hajas Raul onde estiveres,pelo momentos felizes que deixaste.

Português, ó malmequer
Em que terra foste semeado?
Português, ó malmequer
Cada vez andas mais desfolhado?

Mas como era um ser grande deixou a frase"sejam felizes"que é a mesma que sempre desejo.

sábado, agosto 08, 2009

Intervalo!!


(foto net)


Olá amigos. Regressei ontem de umas mini férias e penso voltar na próxima semana. O tempo nem por isso foi o melhor,dias de nevoeiro,vento e água fria.Mas penso que as férias tem outras coisas pelo meio bem melhor,o encontro de amigos o convívio salutar,tudo isso é das coisas boas que temos.Assim aconteceu,me encontrei com uma amiga bloguista e foi muito bom.Teve a amabilidade de nos convidar para almoçar,onde o almoço foi muito bom e saboroso e o gosto de bem receber como faz um bom Minhoto.Aqui quero deixar o meu carinho e amizade à Fernanda e Marido,pelos momentos agradáveis que nos proporcionou,bem hajam pela amizade.
Aos amigos que deixaram aqui palavras de amizade,vou visitar e agradecer,hoje à noite não o farei vou sair com a filha e conviver um pouco com os netos que já sentia saudades.
Lisa