segunda-feira, junho 22, 2009

Uma Cidade


(foto net)

Uma cidade pode ser
apenas um rio, uma torre, uma rua
com varandas de sal e gerânios
de espuma. Pode
ser um cacho
de uvas numa garrafa, uma bandeira
azul e branca, um cavalo
de crinas de algodão, esporas
de água e flancos
de granito.
Uma cidade
pode ser o nome
dum país, dum cais, um porto, um barco
de andorinhas e gaivotas
ancoradas
na areia. E pode
ser
um arco-íris à janela, um manjerico
de sol, um beijo
de magnólias
ao crepúsculo, um balão
aceso

numa noite
de Junho.

Uma cidade pode ser
um coração,
um punho.

Albano Martins

16 comentários:

Secreta disse...

Bonito poema :)
Tem uma boa semana!
Beijito.

Menina do Rio disse...

Basta ser habitada...

Belo poema, Lisa

Deixo pra ti um beijo de boa semana, querida

Pico minha ilha disse...

Aos olhos do poeta e da alma uma cidade pode ser tudo.Beijinhos e bom S.João.Parabéns para seu marido e para si também.Tudo de bom amiga

Laura disse...

Pode sim, uma cidade pode ter tudo isso e muito mais, e, vês como virou uma bela Poesia?

Uma cidade é o nosso mundo
A nossa fonte de amor
O nosso ninho de paz
E onde o amor se faz
Se transforma
Numa forma de vida
E nos satisfaz
Viver numa cidade
Em forma de amor!...

Beijinho da laura, escrita aqui e agora...

bemviver disse...

Querida belo poema, sim uma cidade pode ser tudo ou nada, pois se for abandonada continua sendo uma cidade. Meu carinho BJS.

Maria disse...

Uma cidade pode ser tudo o que fala o Albano Martins. Ou tu...

Bom São João, se for caso disso

Beijinho, Lisa

Pitanga Doce disse...

Uma cidade pode ser o PORTO na noite de hoje! Quem me dera lá!

beijos joaninos

Céci disse...

Olá Lisa ((*_*)))

Ao ler o poema, só me lembrei da minha cidade hj, o porto pode ser tudo isso hj véspera de S. João.

Bjinho

Céci

Maria Emília disse...

A imaginação não tem limites. É tão grande quanto o Universo.
Um beijinho,
Maria Emília

O Repórter Alentejano disse...

http://www.youtube.com/watch?v=I9sbBrN_Odw
... porque me lembrei dum tema que gosto à conta desta publicação.
Até à próxima visita despeço-me com amizade, directamente do Algarve para o Minho.
O Repórter Alentejano.

Laura disse...

Uma cidade
É o dia de hoje
Com humanidade
Em nome do santo
Que deu o nome
E a boa vontade
A muita cidade!...

Hoje é S. João
Vamos todos para a rua
De manjerico na mão
Fazer a festa
Que é minha
E que é tua!...

Ó meu bom S. João
De menino ao colinho
Faz com que o dia de hoje
seja muito bem passado
Com comer até fartar
E as sardinhas sem faltar!...

Que para dar gosto ao dedo
Vinho não há-de faltar
E uma bela broinha
Para ao santo encomendar
E quando chegar a noite
Vamos todos prá rua bailar!...

escrito aqui e agora, sirvam-se, há belas sardinhas assadas (o manel foi buscá-las agora, estou a cozer batatas, vamos abrir uma de rosé, e, somos só os dois, e pelas 22 vamos até lá acima para ver o desfile de Bombos,cabeçudos ranchos e bandas , vai ser uma maravilha..beijinhos.

Carminda Pinho disse...

Uma cidade pode ser tudo o que nos diz o poeta, e muito mais. Tanto....

Beijos, Lisa.

Ana disse...

Lindo poema que escolheste para esta época festiva em que há vasos de manjerico, balões, bailes, risos... Adorei!!!
A minha cidade esteve calminha, ontem não ouvi nem vi nada por aqui, só se foi lá mais para o Centro junto à praça do Peixe, aí é que há sempre muitas festas.
Beijinhos minha querida Lisa, perfumados com cheiro a manjerico,
Ana Paula

Agulheta disse...

Estas palavras é para agradecer aos amigos que aqui comentaram,bem hajam,obrigados.

Secreta
Menina do Rio
Pico Minha Ilha
Laura
Bemviver
Pitanga Doce
Céci
Maria Emilia
Repórter Alentejano
Carminda
Ana.

Maria Clarinda disse...

Lindo Poema,e partilha. Jhs

Agulheta disse...

Clarinda!Obrigada amiga pelo carinho.
Beijinho