sexta-feira, abril 17, 2009

Deve ser Brincadeira?


(Foto da Net)
O tempo passa rápido mas não se esquece o bem e o mal.Foi na noite 4 de Março de 2001,tinha acabado de chegar a casa do meu trabalho,me sentei frente a TV, a comer alguma coisa e ouço a noticia que fez calar o país e não só. Tinha caído a ponte Hintze Ribeiro,era só uma ponte parecia,mas não, tinha perdas de vidas humanas entre as quais famílias inteiras? Mas o porque destas palavras,ao longo da minha vida de Bombeiro (a) ao serviço de uma causa Vida por Vida,este dia doeu forte e fiquei sem fala,por tamanha catástrofe que fez perder tantas vidas.Já vi com meus olhos muita coisa,em que ficamos petrificados pela desgraça,a esta eu digo não tenho palavras para explicar a dor que muitos sentiram e eu naquele momento,mas principalmente a família. Os poucos que apareceram,tem um lugar para a família os venerar se quiser,os outros lá ficaram no rio,presos as areias? Se calhar,muitos passarão pela ponte,a nova claro que a velha está e conta a tragédia,a culpa foi de A,B,C, todas morrem solteiras.Depois deste tempo pedir contas a justiça às famílias por eles terem o direito de saber o porquê? Mas agora vamos todos pensar antes de sair de casa,não vá um telhado lhe cair em cima,ou cair ao rio e depois temos culpa por morrer?anda alguém a gozar com a paciência de todos nós... quem não sei,mas como gostaria.

12 comentários:

Pico minha ilha disse...

Era bom que fosse brincadeira, mas pelo que ouvi não é não.E mais uma vez o pobre paga e paga.Beijinhos bom fim de semana

Secreta disse...

Infelizmente há muitas coisas para as quais não encontramos justificação.
Beijito.

Meg disse...

Lisa,

Pelos piores motivos esse assunto esteve na berlinda esta semana.
Então não queriam que as famílias pagassem as custas do processo... uns míseros quinhentos mil euros?
PEANUTS!
É simplesmente escabroso, não me ocorre outro adjectivo.

Até onde chegará a pouca vergonha?

Bom fim de semana.

Beijo

Ana disse...

Querida Lisa!

Ouvi as notícias sobre os tais cinquenta mil euros que a Justiça está a pedir às famílias que perderam aqueles que amavam.
Eu acredito em tudo neste momento, mas isto é de "bradar aos céus", nem um cêntimo deviam pagar. Os responsáveis que paguem.
Espero que haja alguém que defenda este caso vergonhoso, já basta a tristeza pelo que passaram e que não vão mais esquecer.
É uma vergonha!
Escreveste um texto fantástico e muito pertinente. Parabéns, querida amiga!
Desejo-te um óptimo fim-de-semana.
Beijinhos grandes,
Ana Paula

mundo azul disse...

_________________________________

Esses acontecimentos são tristes, mesmo...

Beijos de luz e um domingo feliz, amiga!!!

________________________________

Carminda Pinho disse...

E ainda há quem diga que acredita na justiça.
Isto está mesmo a ficar, sem eira nem beira...

Beijo, Lisa.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Amigo é aquela pessoa que o tempo não apaga,
que a distância não esquece,
que a maldade não destrói.

É um sentimento que vem de longe,
que ganha lugar no seu coração
e você não substitui por nada.

É alguém que você sente presente,
mesmo quando está longe...
Que vem para o seu lado quando você está sozinho
e nunca nega um sentimento sincero.

Ser amigo não é coisa de um dia,
são atos, palavras e atitudes
que se solidificam no tempo
e não se apagam mais.
Que ficam para sempre como tudo que é feito
com o coração aberto.

Um bom domingo e uma semana cheia de amor e carinho para você e toda tua família
Um abraço do amigo
Eduardo Poisl

Lucy disse...

Lisa,

Ainda este fim de semana passei por Castelo de Paiva e Entre-os Rios e me lembrei desta tragédia. Ficámos lá parados um pouco a observar o rio e a ponte nova - que não chegou a tempo de evitar a grande perda humana.

Bonito o teu blogue, com toda a humanidade que tens em ti.

Beijo,
Lucy

Filomena disse...

Olá!

Aqui voltei!

Se quiser, vá ao meu canto dos prémios.

Há lá para si

Beijos

Menina do Rio disse...

Triste...São vidas! As quais se foram...

Querida tem uma ótima semana.
beijinhos

M@ disse...

Amiga foi mesmo uma tragédia enorme.
Só quem não tem coração não ficou comovido com tudo.
Sabia que as pessoas que morreram tinham ido de passeio para a terra da minha mãe?
Muitas pessoas da terra dela já conheciam os que morreram nessa noite e estavam tão perto de casa.
Muito triste mesmo.
Tenho sempre receio de passar pontes desde esse dia e quando passo uma ponte lembro-me sempre desse cenário dantesco.
Mas andam a gozar com todos isso é bem verdade até parece que foram os familiares que deitaram a ponte abaixo, ele há cada coisa.
Que mais poderemos ver neste mundo tão cruel e sem coração?
Beijinhos boa semana
Manuela

Agulheta disse...

Aos amigos que aqui comentaram este caso,tenho a dizer, que esta pequena achega,não é para tentar dizer mal seja do que for? não sou juíz nem coisa alguma ligada a leis,mas é só tentar e analisar,que hoje com eles amanhã com nós,este foi um daqueles casos que podemos dizer aconteceu? culpa de quem...só faço esta pergunta,nimgém sabia disto,porque morreram,só por passar em cima de uma ponte em hora incerta?eles tiveram culpa por passar ali aquela hora. São casos que jamais devem esquecer,e muito mais com outras valências que antes não se tinha.Isto sou eu a pensar o porquê de escrever estas palavras,sei que nem sempre se pode agradar seja a quem for assim é a vida,mas este foi nesta hora o meu pensamento.As vítimas nada são para mim,só e simplesmente seres humanos,e como tal jamais esquecerão as vítimas de Castelo de Paiva,no dia 4 de Março de 2001
Lisa