quinta-feira, março 05, 2009

Raíses



Velhas pedras que pisei
Saiam da vossa mudez
Venham dizer o que sei
Venham falar português
Sejam duras como a lei
E puras como a nudez.



Minha lágrima salgada
Caíu no lenço da vida
Foi lembrança naufragada
E para sempre perdida
Foi vaga despedaçada
Contra o cais da despedida.

Visitei tantos países
Conheci tanto luar
Nos olhos dos infelizes
E porque me hei-de gastar?
Vou ao fundo das raízes
E hei-de gastar-me a cantar.

Sidonio Muralha

13 comentários:

Ana disse...

Olá querida Lisa!
Adorei o poema que adicionaste, fala de lágrima, parece que tivemos transmissão de pensamentos:-)
Aqui neste poema a lágrima salgada caiu no lenço da vida. Fala de lembranças de terras longínquas e povos que conheceu. Raízes que não se cansará de “cantar”.
As imagens são de uma enorme beleza e representam esse caminho da vida.
Tem uma noite muito feliz!
Beijinhos,
Ana Paula

Agulheta disse...

Querida amiga! Se calhar em quantos caminhos uma lágrima não caiu?Naquele onde ficou as raíses do pensamento.
Beijinho fica bem

Lisa

Maria disse...

Sidónio Muralha é um poeta tão bom, escreve tão bem, e não anda muito por aqui na blogosfera.
Ainda bem que há pessoas como tu, Lisa, que o trazem (este e outros poetas) para nós os relermos. Muito obrigada.

Beijinho Lisa

Flor ♥ disse...

Oi, Lisa!

Um poema bem escolhido, terno e sentido, de um grande poeta! Uma escolha perfeita. Que a tua sexta-feita seja´plena de coisas boas!

Bjs.

Maria Clarinda disse...

Maravilha de partilha.
Obrigada, adorei o poema.
O quadro está lindo.
Jinhos

Maria Clarinda disse...

Desculpa, quando quis dizer quadro eram as fotos!!!!Estão em absoluta sintonia com o poema. Jhs e Bom fim de semana

Pico minha ilha disse...

Muitas lágrimas se derramam no lenço da vida quando vamos ao fim das raízes.Beijinhos bfs

Secreta disse...

As nossas raizes,o mais importante de tudo.
Beijito.

Anónimo disse...

Lisa bonito poema. Bjs cinda

Papoila disse...

Lindo poema! É o nosso caminho pela vida nas ce do fundo das raízes... Como sempre fotos belas a acompanhar
Beijos

Gui disse...

Lisa, que belo poema. Excelente escolha. Um beijo.

Mikas disse...

Linda a poesia e as imagens escolhidas.

Agulheta disse...

Meus amigos! As raíses memórias de tudo desde o berço,eu tenho orgulho nas minhas,e como tal sempre se cantarão?
Aos amigos deixo bom fim de semana a todos que aqui deixaram comentário e os que venham a seguir.
Ana
Maria
Flor
Maria Clarinda
Pico Minha Ilha
Secreta
Cinda
Papoila
Gui
Mikas

Bem hajam pela amizade:

Lisa