segunda-feira, fevereiro 16, 2009

Breve Poema



Com o aroma das rosas
te escrevo em trigo e sonho e beijo
Desenho-te em vogais
de pétalas interiores ao cristal ao linho
Adoro-te em silabas de orvalho
como se cantam as madrugadas da paixão
nas asas quentes do vento
As curvas do teu sorriso
acordam as cotovias



Quando a primavera regressa
carregada de vermelho ardente das papoilas
As horas passam as noites os olhos sem fim
E nada mais sobra para além do coração
ao encontro dos dias maduros das abelhas
onde o meu querer-te em harpas floresce

Artur F. Coimbra

12 comentários:

Papoila disse...

Querida Amiga:
Lindissimo poema de um autor que desconhecia, e como sempre enquadrado por belíssimas imagens.
Beijos

Laura disse...

É um cadinho confuso o poema, mas quem o escreveu e sentiu é que sabe o conteúdo... está lindo, mas...Beijinhos e um resto de dia feliz..laura..

Gilbamar disse...

Um poema de amor sempre nos transmite algo pessoal e diferente, mas sempre deixa no ar aquele traço de fascinação.

Fraterno abraço.

Flor ♥ disse...

Oi, Lisa!

Um poema desse acompanhado deste tanto: irresistível!!!

Lindo!!!!


Beijos, querida!

Liar disse...

OLá!

Não conhecia este poeta. Gostei imenso.

Um dia inspirado para ti!

Bjinho
Céci

Ana disse...

Olá amiga Lisa!
Ainda bem que publicaste este belo poema que não conhecia, e que acho uma maravilha.
Descobri por uma pesquisa que fiz que o poeta é mais novo 3 anitos do que eu:-) (naseu em 1956 em Montalegre) mas vive desde a infância em Fafe.
Além de outras coisas muito importantes que descobri na sua Biografia Artur Ferreira Coimbra publicou três livros de poesia e foi correspondente de vários jornais dos quais se destaca o Correio do Minho, etc.
Neste extraordinário poema romântico ele compara a beleza existente na natureza com o amor que sente. É belo!
As imagens que escolheste da natureza, especialmente a do campo florido onde se destacam as papoilas, são de grande beleza. Parabéns amiga!
Beijinhos grandes,
Ana Paula

Agulheta disse...

Papoila! É sempre bom dar a conhecer os poetas,mesmo aqueles que tem coisas lindas publicadas.
Beijinho

Agulheta disse...

Laura! Pode parecer confuso,mas lindo.
Beijinho

Agulheta disse...

Gilbamar!É um pouco isso que nos trás a poesia.
Beijinho

Agulheta disse...

Flor!gosto de poesia,e um tango a acompanhar fica bem.
Beijinho

Agulheta disse...

Liar! Foi num dia de inspiração que escrevi as palavras deste poeta.
Beijinho

Agulheta disse...

Ana! Foste uma aluna empenhada na pesquisa e acertas-te em tudo,ele tem muita poesia.
Beijinho terno.

Lisa