segunda-feira, janeiro 19, 2009

Amigo



Amigo, toma para ti o que quiseres,
passeia o teu olhar pelos meus recantos,
e se assim o desejas, dou-te a alma inteira,
com suas brancas avenidas e canções.
Amigo - faz com que na tarde se desvaneça
este inútil e velho desejo de vencer.

Bebe do meu cântaro se tens sede.

Amigo - faz com que na tarde se desvaneça
este desejo de que todas as roseiras
me pertençam.

Amigo,
se tens fome come do meu pão.
Tudo, amigo, o fiz para ti. Tudo isto
que sem olhares verás na minha casa vazia:
tudo isto que sobe pelo muros direitos
- como o meu coração - sempre buscando altura.

Sorris-te - amigo. Que importa! Ninguém sabe
entregar nas mãos o que se esconde dentro,
mas eu dou-te a alma, ânfora de suaves néctares,
e toda eu ta dou... Menos aquela lembrança...

... Que na minha herdade vazia aquele amor perdido
é uma rosa branca que se abre em silêncio...

Pablo Neruda

11 comentários:

Kafia disse...

Muito bonito!!

Então daqui a uns mesinhos seremos colegas ;) Vou entrar na nova recruta! :D

Anita Fonseca disse...

Belíssimo poema. Bela reflexão.

Bjs.

Maria Francisca Sousa da Silva disse...

Lindo Poema de Pablo Neruda.
E gostei ´muito da música de fundo!
beijinhos e próspero Ano Novo!

Chicailheu

Pico minha ilha disse...

Um beijo enorme amiga

Agulheta disse...

Olá Kafia!Como podes ver o mundo é pequeno e nos aproxima,esta caixa(computador) nos leva ao encontro de amigos,bem hajas e tens a experiência em casa e vais ver,enriquece como pessoa.
Beijinho

Lisa

Agulheta disse...

Anita! Obrigada amiga,pela opinião e comentário.

Beijinho
Lisa

Agulheta disse...

Chica! Como folgo em te ver por aqui,e o tua opinião e gosto...adorei te ver.

Beijinho da Lisa

Agulheta disse...

Minha Ilha! os beijos dos amigos são uma prova de carinho e amizade...obrigada.
Beijinho da Lisa

Maria disse...

Bonito o poema que escolheste, de Pablo Neruda.
Amigo é uma das palavras mais bonitas que conheço...

Beijinho, Lisa

Agulheta disse...

Maria! Nem dúvidas tenhas,para mim é e gosto dos meus amigos.
Beijinho

Ana disse...

Belíssimo poema de Pablo Neruda um dos meus poetas favoritos.
"Um tesouro nem sempre é um amigo, mas um amigo é sempre um tesouro."
Obrigada amiga por este belo momento.
Beijinhos grandes