segunda-feira, maio 05, 2008

Palavras Albert Einstein



Foto da net

"Conhecia também o risco universal causado pela descoberta da bomba. Mas os sábios alemães se encarniçavam sobre o mesmo problema e tinham todas as chances de resolvê-lo. Assumi portanto minhas responsabilidades. E no entanto sou apaixonadamente um pacifista e minha maneira de ver não é diferente diante da mortandade em tempo de paz. Já que as nações não se resolvem a suprimir a guerra por uma acção conjunta, já que não superam os conflitos por uma arbitragem pacífica e não baseiam seu direito sobre a lei, elas se vêem inexoravelmente obrigadas a preparar a guerra. Participando da corrida geral dos armamentos e não querendo perder, concebem e executam os planos mais detestáveis. Precipitam-se para a guerra. Mas hoje, a guerra se chama o aniquilamento da humanidade. Protestar hoje contra os armamentos não quer dizer nada e não muda nada. Só a supressão definitiva do risco universal da guerra dá sentido e oportunidade à sobrevivência do mundo. Daqui em diante, eis nosso labor cotidiano e nossa inabalável decisão: lutar contra a raiz do mal e não contra os efeitos. O homem aceita lucidamente esta exigência. Que importa que seja acusado de anti-social ou de utópico? Gandhi encarna o maior génio político de nossa civilização. Definiu o sentido concreto de uma política e soube encontrar em cada homem um inesgotável heroísmo quando descobre um objectivo e um valor para sua acção. A Índia, hoje livre, prova a justeza de seu testemunho. Ora, o poder material, em aparência invencível, do Império Britânico foi submergido por uma vontade inspirada por ideias simples e claras.

Albert Einstein

10 comentários:

meg disse...

Lisa, isto não é um comentário, porque estou realmente cansada, e sei que sabes o que te quero dizer... Há novo(s) posts, a casa eatá limpa e pronta a receber-te.
OBRIGADA -
Um abraço

tempoparaamar disse...

Por aqui passei e deixo beijinho e abraço.Salome

Agulheta disse...

Meg.
ok linda,vou passar de seguida,de nada tens agradeçer.
Beijinho fica bem Lisa

Agulheta disse...

Salomé.
Obrigada amiga,gostei do beijito e abraço.
Beijinho Lisa

SILÊNCIO CULPADO disse...

Agulheta
É um belissímo post cujas palavras subscrevo.
Porém há algo de fundo em que não concordo com Einstein: ele ajudou a construir a bomba atómica sabendo o que estava fazendo. As inflamações pacifistas não apagam isso.
Abraço

Ludo Rex disse...

Haja sabedoria. Pena que se tenham apropriado das suas descobertas para a guerra...
Kiss e Boa Semana

Agulheta disse...

Lídia.
Pois tudo começa como dizes! muito bem,depois vem o pior que foi o que ele descobríu,a bomba atómica,de qualquer forma devos dar a conhecer um pouco.mas eu sou (anti-guerra sempre)
Beijinho Lisa

Agulheta disse...

Ludo.
Sei que não foi a melhor forma,mas gosto de dar um pouco a conhecer as coisas entre esta,como se muda é verdade,(para muitos o que é hoje não será amanhã)
Beijinho Lisa

Sophiamar disse...

" Lutar contra a raiz do mal e não contra os efeitos".

É urgente.

Beijinhos

Agulheta disse...

Sophia.
É verdade amiga,devos lutar sempre.
Beijinho Lisa