quarta-feira, abril 23, 2008

Lembranças do Antes de Abril




Era uma noite,serena mas com algum sobressalto da hora;eu dormia calma e serena como toda a criança o faz,despreocupada das coisas,e das lembranças,só tem na mente os sonhos.
Pois seria seis horas da manhã,de uma triste manhã,já muito distante,bateram a porta,aquele bater não era normal,mas trazia os ventos da violência e destruição.
Eram homens alguns para um só,entraram de rompante como se fossem os donos de alguma coisa, a casa virou desgraça,que valia ser criança,ou mulher,a ordem era para cumprir,levar bater e mais bater até as pessoas falarem,ai pegaram o Pai indefesso e maltratado como se de cachorro se trata-se,até esses querem respeito,nem a Mãe se conseguia chegar para ele pois a afastaram,os meus ouvidos ainda ouvem a frase( chega mulher para trás se não queres ir junta),pois na cabeça de uma criança jamais esquecerá esta memória,que meu coração guarda com (raiva)desse dia.
Por isso quem não gostar da lembrança,passe em frente,por esta razão gosto do dia que Abril abriu e não se bateu em mais ninguém, por ter ideias e gostos diferentes.
Se me perguntarem se é este Abril que gosto para o meus país, NÃO! quero outro,onde não tenha-mos de pedir esmolas,onde cada família tenha seu pão e trabalho,mais solidariedade e amizade pelas pessoas,pelos velhos, que lhe dão a triste esmola da reforma,que nem chega para comer,basta de falsos,moralismos de quem tem na boca, Abril! mas quero o verdadeiro,que faz a união e liberdade,e fraternidade

18 comentários:

Sophiamar disse...

Estou contigo, Lisa, amiga. Não quero mais dias semelhantes ao que nos contas. Tive conhecimento , através de depoimentos, de situações semelhantes à que passaste. Não deixemos que isso aconteça. Nunca mais. Concordo com tudo quanto dizes. Lutemos por uma sociedade mais igualitária.

Viva Abril! Viva a Liberdade!

Beijinhossss

Agulheta disse...

Sophia
Destas coisas jamais esqueçe! só faz por esqueçer quem a memória tem curta.
Beijinho Lisa

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá minha querida Amiga, lindo texto... Estou 100% contigo.
Bom feriado, Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Manuela disse...

Estou consigo amiga Elisa.
Deve ser terrível ver o pai ser levado por homens que deviam proteger as pessoas.
Eram os tempos de ontem e são os tempos de hoje.
Dias virão muito piores que estes.
As crianças já sofrem muito de outras maneiras mas sempre com a injustiça e crueldade humana.

ViVA Abril! Sempre!
ViVa Salgueiro Maia, grande Homem.

Abraço

Manuela

Carminda Pinho disse...

Lisa,
e há tantas memórias que doem...
Abril veio para nos dar a Liberdade.
É verdade que podíamos estar melhor, para isso temos que lutar e, a nossa arma é o voto.
Que antes, era só para os do regime.

Beijinhos

amigona avó e a neta princesa disse...

Um beijo,amiga...viva Abril!

Sophiamar disse...

Um testemunho importantíssimo, amiga. Dos que jamais nos deixarão esquecer que um dia fomos um povo amordaçado.

Pela Liberdade, sempre!

Deixo-te um cravo rubro de Abril.

Beijinhos

Rosa Maria disse...

Lisa

É tão dificil esquecer as atrocidades que eram praticadas...
Mas felizmente o 25 de Abril chegou e tudo ficou bem.
Podia ser melhor, é verdade! mas antes assim...

Deixo-te um cravo vermelho e um grande beijo

meg disse...

Lisa, hoje só venho mesmo para te agradecer o apoio nestes últimos dias... ainda há lá umas coisinhas para fazer mas agora pode esperar um pouco.
Bom feriado e um abraço

Agulheta disse...

Fernanda.
Agradeço o carinho,deixado neste espaço,dizer a vida é isto e muito mais.
Beijinho e continuação de bom feriado Lisa

Agulheta disse...

Manuela.
Quem será uma criança pequena que a seus olhos vê,o que vi! são muito poucos e ficam,com a imagem que jamais esquece na sua vida.
Beijinho e obrigada pelo apoio Lisa

Agulheta disse...

Amiga Carminda.
Pois foi com alegria que votamos,pela primeira vez logo apos este dia,me lembro de estar na fila de mais um km,mas o fiz com grande alegria e em liberdade.
Beijinho Lisa

Agulheta disse...

Amigona.
Beijinho minha querida pela amizade. Lisa

Agulheta disse...

Sophia.
Pois a mordaça é que doeu,se somos um país de poucos recursos,devemos a quem impôs pela força a desgraça de um povo.
Beijinho para ti e que nunca morra Abril.
Lisa

Agulheta disse...

Rosa Maria.
Sei que muito se alcansou,mas falta fazer ainda muito e actualmente mais.
Beijinho Lisa

Agulheta disse...

Amiga Meg.
Amigo serve para horas boas e menos boas,pois podes contar,para o que precisares,basta mandar e-mail.
Beijinho Lisa

Maria disse...

Não tinha ainda lido este post.
Comoveste-me, Lisa. Contigo e com todos os outros que uerem de verdade, havemos de fazer deste um País mais justo, igualitário e solidário...

Beijinhos, ainda com um cravo vermelho

Agulheta disse...

Maria
Quem não se comove,não gosta e os há por aí fora! mas sabes nunca parar,soldado anda sempre na linha da frente.
Beijinho Lisa