quarta-feira, abril 30, 2008

Dia do Trabalhador




No dia 1º de Maio de 1886, 500 mil trabalhadores saíram às ruas de Chicago, nos Estados Unidos, em manifestação pacífica, exigindo a redução da jornada para oito horas de trabalho. A polícia reprimiu a manifestação, dispersando a concentração, depois de ferir e matar dezenas de operários.
Mas os trabalhadores não se deixaram abater, todos achavam que eram demais as horas diárias de trabalho, por isso, no dia 5 de Maio de 1886, quatro dias depois da reivindicação de Chicago, os operários voltaram às ruas e foram novamente reprimidos: 8 líderes presos, 4 trabalhadores executados e 3 condenados a prisão perpétua.
Foi este o resultado desta segunda manifestação.
A luta não parou e a solidariedade internacional pressionou o governo americano a anular o falso julgamento e a elaborar novo júri, em 1888. Os membros que constituíam o júri reconheceram a inocência dos trabalhadores, culparam o Estado americano e ordenaram que soltassem os 3 presos.
Em 1889 o Congresso Operário Internacional, reunido em Paris, decretou o 1º de Maio, como o Dia Internacional dos Trabalhadores, um dia de luto e de luta. E, em 1890, os trabalhadores americanos conquistaram a jornada de trabalho de oito horas.
Em Portugal, só a partir de Maio de 1974 (o ano da revolução do 25 de Abril) é que se voltou a comemorar livremente o Primeiro de Maio e este passou a ser feriado. Durante a ditadura do Estado Novo, a comemoração deste dia era reprimida pelas polícia.
Que este dia seja a esperança de um trabalho,onde todos tenham o pão,pois actualmente muita empresas tem fechado portas,e os trabalhadores a braços sem ter onde buscar o sustento para os seus,e onde os jovens licenciados tenham o seu emprego depois do curso feito,não tenham que imigrar par conseguir um trabalho e uma vida melhor longe dos seus e de seu país

terça-feira, abril 29, 2008

O Dia Internacional da Dança


O Dia Internacional da Dança vem sendo celebrado no dia 29 de Abril, promovido pelo Conselho Internacional de Dança (CID), uma organização interna da UNESCO para todos tipos de dança.

A comemoração foi introduzida em 1982 pelo Comité Internacional da Dança da UNESCO. A data comemora o nascimento de Jean-Georges Noverre (1727-1810), o criador do Balé moderno.

Entre os objectivos do Dia da Dança estão o aumento da atenção pela importância da dança entre o público geral, assim como incentivar governos de todo o mundo para fornecerem um local próprio para dança em todos sistemas de educação, do ensino infantil ao superior.

Enquanto a dança tem sido uma parte integral da cultura humana através de sua história, não é prioridade oficial no mundo. Em particular, o prof. Alkis Raftis, então presidente do Conselho Internacional de Dança, disse em seu discurso em 2003 que "em mais da metade dos 200 países no mundo, a dança não aparece em textos legais (para melhor ou para pior!). Não há fundos no orçamento do Estado alocados para o apoio a este tipo de arte. Não há educação da dança, seja privada ou pública".

O foco do Dia da Dança está na educação infantil. O CID alerta os estabelecimentos que contactem o seu Ministério da Educação com as propostas para celebrar este dia em todas escolas, escrevendo redacções sobre dança, desenhando imagens de dança, dançando em ruas, etc. Enfim, manifestando em crianças e consequentemente nos adultos, a vontade e importância da dança arte na vida do ser humano

Como sou aficionada pela mesma a razão do post.

Rabiscado por Agulheta

segunda-feira, abril 28, 2008

A Poluição e a Perda de Biodiversidade


A perda da biodiversidade está intimamente ligada ao intenso desmatamento de florestas e à poluição ocasionada pelas queimadas. As madeireiros, que retiram a madeira de forma predatório, sem promover programas de reflorestamento, principalmente nos países do hemisfério sul, onde se situam as florestas tropicais e os grandes projectos agropecuários baseados na monocultura e na criação de gado são os principais causadores do desmatamento. Segundo dados de órgãos ligados às Nações Unidas, aproximadamente 50% das florestas tropicais do planeta já foram perdidos. A redução dessas áreas, nas mais diversas regiões, apresenta riscos significativos para o principal banco genético da Terra. As formas inadequadas de aproveitamento económico das florestas têm levado à esterilização dos solos, alterações climáticas, tal como o aparecimento de secas prolongadas, e ao aumento de catástrofes naturais, como furacões e enchentes

Rabiscado por Agulheta

sábado, abril 26, 2008

Vozes de Abril


Foto da Net

Alguns amigos deste blog,principalmente os que moram em Lisboa e arredores,tiveram a feliz sorte de ver e assistir ao vivo,um belo espectáculo de música,Vozes de Abril, as mesmas que se faziam ouvir na minha geração de anos sessenta,muito se suspirou e lutou! mas nem liberdade tinha-mos para ouvir o que se gostava,para ter um disco só alguém trazendo clandestino,o que consegui ter de Zeca Afonso,veio de fora! em casa se ouvia a Rádio Voz da Argel,onde aos microfones da mesma com a voz de Manuel Alegre onde se ouvia músicas,dos cantores de intervenção.
Ontem a RTP,nos pode transmitir um bom programa feito no Coliseu Lisboa,obrigado a RTP,por tal, pelos cantores e poetas e pelas palavras ditas,pelos que já não estão junto de nós,pelos que morreram na Guerra injusta,por tudo obrigado,RTP.
Os cantores foram muitos e agradáveis,palavras que fizeram cair a lágrima ao canto do olho.
Foi a saudade dos que partiram,dos que estão junto de nós,mas quando ouvi a voz Paxtion Andion com ( EL MAESTRO) a lágrima,veio mesmo e doeu o peito... eu sou assim,coração mole.
Não sou saudosista do tempo,mas sei que anda muita gente, sempre de casaca virada para o lado que dá melhor,sei que muita coisa se alcançou,mas falta muito para se fazer a começar pelo trabalho,mais solidariedade e fraternidade se precisa urgente
Rabiscado por Agulheta

quarta-feira, abril 23, 2008

Lembranças do Antes de Abril




Era uma noite,serena mas com algum sobressalto da hora;eu dormia calma e serena como toda a criança o faz,despreocupada das coisas,e das lembranças,só tem na mente os sonhos.
Pois seria seis horas da manhã,de uma triste manhã,já muito distante,bateram a porta,aquele bater não era normal,mas trazia os ventos da violência e destruição.
Eram homens alguns para um só,entraram de rompante como se fossem os donos de alguma coisa, a casa virou desgraça,que valia ser criança,ou mulher,a ordem era para cumprir,levar bater e mais bater até as pessoas falarem,ai pegaram o Pai indefesso e maltratado como se de cachorro se trata-se,até esses querem respeito,nem a Mãe se conseguia chegar para ele pois a afastaram,os meus ouvidos ainda ouvem a frase( chega mulher para trás se não queres ir junta),pois na cabeça de uma criança jamais esquecerá esta memória,que meu coração guarda com (raiva)desse dia.
Por isso quem não gostar da lembrança,passe em frente,por esta razão gosto do dia que Abril abriu e não se bateu em mais ninguém, por ter ideias e gostos diferentes.
Se me perguntarem se é este Abril que gosto para o meus país, NÃO! quero outro,onde não tenha-mos de pedir esmolas,onde cada família tenha seu pão e trabalho,mais solidariedade e amizade pelas pessoas,pelos velhos, que lhe dão a triste esmola da reforma,que nem chega para comer,basta de falsos,moralismos de quem tem na boca, Abril! mas quero o verdadeiro,que faz a união e liberdade,e fraternidade

terça-feira, abril 22, 2008

Dia Internacional da Terra


O Dia da Terra é uma data festiva (22 de Abril) celebrada em muitos países. Seu criador, o senador norte-americano Gaylord Nelson, instaurou este dia para criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientas para proteger a Terra.

HistóriaA primeira manifestação teve lugar em 22 de abril de 1970. Foi iniciada pelo senador Gaylord Nelson, ativista ambiental, para a criação de uma agenda ambiental. Para esta manifestação participaram duas mil universidades, dez mil escolas primárias e secundárias e centenas de comunidades. A pressão social teve seus sucessos e o governos dos Estados Unidos criaram a Agencia de Proteção Ambiental (Environmental Protection Agency) e uma série de leis destinadas à proteção do meio ambiente.

Em 1972 se celebrou a primeira conferência internacional sobre o meio ambiente: a Conferência de Estocolmo, cujo objetivo foi sensibilizar aos líderes mundiais sobre a magnitude dos problemas ambientais e que se instituíssem as políticas necessárias para erradicar-los.
O Dia da Terra é uma festa que pertence ao povo e não está regulara por somente uma entidade ou organismo, tampouco está relacionado com reivindicações políticas, nacionais, religiosas ou ideológicas.
O Dia da Terra refere-se à tomada de consciência dos recursos na naturais da Terra e seu manejo, à educação ambiental e à participação como cidadãos ambientalmente conscientes e responsáveis.
No Dia da Terra todos estamos convidados a participar em atividades que promovam a saúde do nosso planeta, tanto a nível global como regional e local.
"A Terra é nossa casa e a casa de todos os seres vivos. A Terra mesma está viva. Somos partes de um universo em evolução. Somos membros de uma comunidade de vida independente com uma magnífica diversidade de formas de vida e culturas. Nos sentimos humildes ante a beleza da Terra e compartilhamos uma reverência pela vida e as fontes do nosso ser..."



Rabiscado por Agulheta

sexta-feira, abril 18, 2008

Viver



Viver é descobrir novas coisas,
a começar das mais pequenas,
como levar flores para casa,
ou dizer "Bom Dia"
ou até mesmo andar a pé.

Viver é ser capaz de amar,
ser verdadeiro,
e estar em paz com os pensamentos.

Viver, mas viver mesmo,é ser livre,
e contar as noites com sonhos mais soberanos
e inspirar os dias,com visões de noites felizes.

Viver é plantar as sementes com ternura
e colher os frutos com alegria,
comer e beber daquilo que as próprias mãos
conseguiram tirar da terra.

Viver
Viver é ter filhos e brincar com eles e
torná-los homens ou mulheres.
Ser amigo e receber o prazer contido na amizade,
dar sem ter que receber.Viver é ser justo
e nunca querer vingança.Ter a palavra
mas saber também escutar.

Viver é enxergar a vida
e sorrir para ela,contemplar o sol,
a natureza,o universo.
É sempre ter esperança
de esperar sempre o melhor.

Viver também é cantar
É ser poeta, ter imaginação.
Se fazer criança,
e o coração ficar grande,grande de paz.
Viver, sobretudo, é ter fé.É pedir pelo amanhecer
de um novo dia, e agradecer por ele na chegada da aurora.

Viver é ser aquilo que se é.Viver é sentir.
Viver é estar vivo.

Não importa a definição a receita ou a fórmula,
o que realmente vale é viver
intensamente todos os momentos.
Aí sim, entenderemos então
O significado de tudo

Desconheço Autor

quinta-feira, abril 17, 2008

Frase


O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer.


Albert Einstein

terça-feira, abril 15, 2008

Longo País do Medo


É a medo que escrevo. A medo penso
A medo sofro e empreendo e calo
A medo peso os termos quando falo
A medo me renego,me convenço.

A medo amo. A medo me pertenço
A medo me repouso no intervalo
De outros medos.A medo é que resvalo
O corpo escrutador,inquieto,tenso.

A medo durmo. A medo acordo. A medo
Invento. A medo passo,a medo fico
A medo meço o pobre, meço o rico

A medo guardo confissão,segredo
Dúvida,fé. A medo. A medo tudo.
Que já me querem cego, surdo, mudo


Assim escreveu José Cutileiro

Rabiscado por Agulheta

segunda-feira, abril 14, 2008

Simone de Beauvoir


Simone Lucie-Ernestine-Marie Bertrand de Beauvoir, melhor conhecida como Simone de Beauvoir (Paris, 9 de Janeiro de 1908 — Paris, 14 de Abril de 1986), foi uma escritora, filosofa existencialista e feminista francesa. Ela escrevia romances, monografias sobre filosofia, política, sociedade, ensaios, biografias e escreveu uma autobiografia..
A mais velha de duas filhas de Georges de Beauvoir, um advogado, e Françoise Brasseur, Simone mais tarde optou por se livrar de suas origens burguesas. Sua primeira moradia em Paris foi no boulevar Raspail. Filha exemplar e aluna brilhante no Curso Désir, teve uma infância tranquila e marcada pela dedicação aos estudos.

Na escola, estava sempre em primeiro lugar, junto com a amiga Elizabeth Mabille ("Zaza"), com quem teve uma relação de muitos anos que foi abruptamente rompida com a morte precoce de Zaza. Simone narrou esse episódio de sua vida, posteriormente, em seu primeiro livro autobiográfico, Memórias de Uma Moça bem-comportada, em que critica os valores burgueses.

Conheceu Jean-Paul Sartre na Sorbonne, no ano de 1929, e logo uniu-se estreitamente ao filósofo e a seu círculo, criando entre eles uma relação polémica (foi uma relação "aberta", pois o casal tinha experiências amorosas com terceiros) e fecunda, que lhes permitiu compatibilizar suas liberdades individuais com sua vida em conjunto.

Foi professora de filosofia até 1943 em escolas de diferentes localidades francesas, como Ruão e Marselha.

As suas obras oferecem uma visão sumamente reveladora de sua vida e de seu tempo.

Em seu primeiro romance, A convidada (1943), explorou os dilemas existencialistas da liberdade, da acção e da responsabilidade individual, temas que abordou igualmente em romances posteriores como O sangue dos outros (1944) e Os mandarins (1954), obra pela qual recebeu o Prémio Goncourt e que é considerada a sua obra-prima.

As teses existencialistas, segundo as quais cada pessoa é responsável por si própria, introduzem-se também em uma série de quatro obras autobiográficas, além de Memórias de uma moça bem-comportada (1958), destacam-se A força das coisas (1963) e Tudo dito e feito (1972).

Entre seus ensaios críticos cabe destacar O Segundo Sexo (1949), uma profunda análise sobre o papel das mulheres na sociedade; A velhice (1970), sobre o processo de envelhecimento, onde teceu críticas apaixonadas sobre a atitude da sociedade para com os anciãos; e A cerimonia do adeus (1981), onde evocou a figura de seu companheiro de tantos anos, Sartre.

Fonte Wikipédia

Rabiscado por Agulheta

sexta-feira, abril 11, 2008

Amizade Sempre


O importante não foi o dia que te conheci,
mas o dia que aprendi a compartilhar com você
minhas alegrias e tristezas.
Quando descobri que nascia em mim
o sentimento da amizade.
Pude perceber que nascia entre nós
um sonho de uma bela amizade.
A palavra é complicada,
mas quem sabe seu significado
é só quem tem a capacidade de poder
apreciar seus defeitos e qualidades.
A amizade quando verdadeira
é um sentimento eterno que não tem fim.
A minha amizade por você é tão especial
que não saberei explicar em meras palavras.
Sempre sinto vontade de dizer
o quanto é importante contar com amigos como você.
Hoje você já faz parte da minha vida,
agradeço a Deus por ter te encontrado
e descoberto com você a verdadeira amizade.
Só te digo uma coisa, que minha amizade teve:
Um início, meio e nunca terá fim.

Para todos os amigos que visitam, ou só possam vir por simples curiosidade,fica a amizade,para as amigas que deixaram aqui as suas palavras agradeço e aqui fica uma simples rosa,como prova da mesma
Rabiscado por Agulheta

quarta-feira, abril 09, 2008

Frase


Uma pessoa pode ter uma infância triste e mesmo assim chegar a ser muito feliz na maturidade. Da mesma forma, pode nascer num berço de ouro e sentir-se enjaulada pelo resto da vida.
(Chaplin)

terça-feira, abril 08, 2008

Estrela do Mar


Um pequenino grão de areia que era um pobre sonhador, olhou para
o céu e viu uma estrela e imaginou coisas de amor...
Passaram anos, muitos anos Ela no céu, ele no mar, mas é que o
pobrezinho nunca pôde com ela se encontrar.
Se houve ou não houve alguma coisa entre eles dois, ninguém sabe
explicar O que há de verdade nessa história é que depois, muito depois,
apareceu a estrela do mar...



Rabiscado por Agulheta

domingo, abril 06, 2008

Poluição ll


Aquecimento global
Devido à poluição atmosférica e seus efeitos, muitos cientistas apontam que o aquecimento global do planeta a médio e longo prazo pode ter carácter irreversível e, por isso, desde já devem ser ado(p)dadas medidas para diminuir as emissões dos gases que provocam esse aquecimento. Outros cientistas, no entanto, admitem o aumento do teor do gás carbónico na atmosfera, mas lembram que grande parte desse gás tem origem na concentração de vapor de água, o que independente das actividades humanas. Essa controvérsia acaba adiando a tomada de decisão para a adopção de uma política que diminua os efeitos do aumento da temperatura média da Terra. O carbono presente na atmosfera garante uma das condições básicas para a existência de vida no planeta: a temperatura. A Terra é aquecida pelas radiações infravermelhos emitidas pelo Sol até uma temperatura de -27oC. Essas radiações chegam à superfície e são reflectidas para o espaço. O carbono forma uma redoma protectora que aprisiona parte dessas radiações infravermelhos e as reflecte novamente para a superfície. Isso produz um aumento de 43oC na temperatura média do planeta, mantendo-a em torno dos 16oC. Sem o carbono na atmosfera a superfície seria coberta de gelo. O excesso de carbono, no entanto, tenderia a aprisionar mais radiações infravermelhos, produzindo o chamado efeito estufa: a elevação da temperatura média a ponto de reduzir ou até acabar com as calotas de gelo que cobrem os pólos. Os cientistas
ainda não estão de acordo se o efeito estufa já está ocorrendo, mas preocupam-se com o aumento do dióxido de carbono na atmosfera a um ritmo médio de 1% ao ano
A queima da cobertura vegetal nos países subdesenvolvidos é responsável por 25% desse aumento. A maior fonte, no entanto, é a queima de combustíveis fósseis, como o petróleo, principalmente nos países desenvolvidos.

Rabiscado por Agulheta

sexta-feira, abril 04, 2008

Lembranças


Um dia pensei que gostaria de ser Bombeiro(a) e não é que em certa altura o fiz, lá foi eu dar o nome e tentar fazer com cursos e formações aquilo que eu adorava, levou algum tempo e com bastante sacrifício e boa vontade aqui estou nesta luta a vinte e tal anos, foram horas sem comer dormir, frio muito chuva nos ossos e em certas alturas um pouco de desilusão das pessoas, mas como eu não sou de virar a cara a luta, bati o pé pela igualdade de circunstancia e oportunidades e não é que foi, profissional dos mesmos, durante algum tempo.
Nem sempre as coisas são o que são e a nosso favor, até um dia entrar um comandante, prepotente mal-educado apesar de ser formado, mas que não sabia comandar homens (as) e como tal tratava tudo a direito, mas eu fiquei pé firme, a ditadura tinha acabado e então eu seria um alvo abater, tentou mas não conseguiu, tinha de fazer avaliação, mas ele é que precisava de ser avaliado, que me perdoem os “professores”ele o era professor; pois não vamos medir tudo por igual, pela forma como querem, mas ele era mau! Muito mau.
Nada lhe valeu! A razão foi mais forte, e mandado embora pela porta do cavalo, “trás”
Tirando esta passagem, tudo gostei e gosto, ajudo em tudo que seja necessário, e não é por acaso que logo passados quatro meses eu e um colega retiramos do rio, dois feridos depois da queda de uma viatura ao rio, adorei ter conseguido trazer para a margem estes homens, conseguir retirar as garras da morte estes dois seres, é disto que guardo boas lembranças, e digo vale sempre a pena lutar, mas com justiça, pelos velhos as crianças e desprotegidos

Rabiscado por Agulheta

quarta-feira, abril 02, 2008

Corais


Corais ou recife de corais ou ainda antozoários são animais cnidários e uma das maravilhas do mundo submarino. Os corais constituem colônias coloridas e de formas espantosas que crescem nos mares e podem formar recifes de grandes dimensões que albergam um ecossistema com uma biodiversidade e produtividade extraordinárias.

O maior recife de coral vivo encontra-se na Grande Barreira de Coral, na costa da Queensland, Austrália. Ele também é considerado o maior indivíduo vivo da Terra. Porém, devido à poluição e aquecimento marinho, está morrendo. A maioria dos corais desenvolve-se em águas tropicais e subtropicais, mas podem encontrar-se pequenas colónias de coral até em águas frias, como ao largo da Noruega.



Rabiscado por Agulheta