domingo, dezembro 02, 2007

O Sentido da Vida e Amor


A vida pode fazer de nós,o que queremos, podemos ter um coração grande, aquele que acolhe muita gente,ou pequeno e só acolhe quem quiser! pode renegar, mas pode amar perdidamente,de uma pequena coisa se sentir magoado.Pode perdoar, mas o melhor será ele amar,de todas as formas e sentidos,saber errar é normal de o ser humano,deve tentar emendar no que errou,aí sim é amar,deve ser modesto,simples e correto para com os outros,saber na hora certa dizer errei...Pois a vida tem destes erros,devemos mudar de atitudes,dizer não sei, pedir ajuda,ser fiel aos seus princípios! Pois isto é uma questão de amor próprio de dar e receber.
Quando entrei para os Bombeiros,tive um bom condutor de homens,que era o Comandante,ele sabia unir e partilhar o que havia,o egoísmo era logo posto de parte,para andar a seu lado,se pela noite dentro era-mos chamados,porque alguém tinha necessidade,na vinda depois de todo o esforço,dado com amor e sacrifisio era muitas vezes partilhado...Exemplo trinta homens e só havia dez pães e um quatro sumos era ele que dizia,entendan-se repartam,como de uma ceia se trata-se onde toda a gente comia,embora menos mas com vontade e amor do coração,que saía nesses momentos! Pois amigos, eu gosto disto amar é assim,união como sempre ouvi a união faz a força,temos de lutar por ela,antes que a falta de amor,esperança destrua os valores da partilha a igualdade de amor e oportunidades.

Rabiscado por agulheta

6 comentários:

Maria Francisca Sousa da Silva disse...

Amiga Elisa
este teu post, é uma liçã de vida e de partilha.
A maioria das pessoas passam neste mundo mas nada sabem nem aprendem da vida, como a Partilha, tanto moral como o exemplo dos pães e poucos sumos para repartir por 30 pessoas.
Gostei muito.
Boa noite.
Fica bem e beijinhos
Chicailheu

manuela disse...

Já Jesus fazia crescer dentro dos cestos os pães e peixes e sempre sobrava.
Na vida também é assim há lugar para todos e sempre há um pão para dar de comer a quem passe pela porta.
Mesmo que seja repartido por vários é sempre melhor distribuir do que dar só a um.
Eu como não tenho nem reforma nem recebo ordenado é difícil para mim distribuir alguma coisa pois o dinheiro cá de casa não me pertence.
Sempre tive pouca coisa e consigo viver com quase nada.
Geralmente fico com as sobras mas sou feliz na mesma.
Acho que nesta vida quanto mais juntamos, mais tralha mandam para o lixo os que cá ficam.
já vi pessoas idosas que viviam sózinhas que juntavam tralha em casa de tudo o que viam na rua, para quê?
Se dessem as coisas a outros que nada tinham não mandavam depois tudo para o lixo pois era aproveitado.
É assim que eu penso, quando morrer não quero ter nada nem ficar agarrada a nada material, só ás pessoas que amo.
Boa semana
Manuela

zé (do beco) disse...

Pois assim era muito bonito, mas na sociedade actual, onde o mais importante parece ser vencer a todo o custo, é cada um por si e se alguém se preocupa com os outros é para se servir deles como escada para subir na vida.
Bjs.

Agulheta disse...

Chica. Eu gosto que o que escrevo,com verdade pois assim é este caso,seja uma liçao de vida! De verdade para mim foi,par quem possa,acreditar que pode melho ainda fico feliz por tal,para este homem que ensinou" isto a pessoas terá a minha estima sempre.
beijinho de amizade Lisa

Agulheta disse...

Amiga Manuela. sempre com muito carinho que leio,estes comentários dos amigos,pois cada um fala como gosta,esta foi uma lição,aquele que escreve é outra e grande,mas muitos pensam que levam tudo com eles,aí está o mal o terreno fica.
Olha amiga como não tens dinheiro teu! outros certamente não os de casa digo,mas aquelees que nada fazem,deviam repartir com aqueles que lhe faz falta,não achas?
beijinho de amizade Lisa

Agulheta disse...

Amigo Zé. Como dizes,aqueles que querem subir de qualquer maneira,tenho pena,o que se deve ter por pessoas que nada constrói,só se servem e não servir o que é diferente.
Beijinho para ti e para aqueles que te querem bem. Lisa