quarta-feira, novembro 07, 2007

Inscrição para uma Lareira


Para amenizar um pouco,pois como se fala muito de Bombeiros e muitos não gostarão,podem dizer que chatice! como gosto muito de poesia,pois um Bombeiro pode ser um bom poeta,um apaixonado pela vida e pelas coisas aqui hoje vai uma poesia de um poeta brasileiro que gosto bastante

INSCRIÇÃO PARA UMA LAREIRA

A vida é um incêndio: nela
dançamos, salamandras mágicas
Que importa restarem cinzas
se a chama foi bela e alta?
Em meio aos toros que desabam,
cantemos a canção das chamas!

Cantemos a canção da vida,
na própria luz consumida...
Mário Quintana

16 comentários:

manuela disse...

Olha hoje fui a primeira...eheheh
Pois nem mais a nossa vida é um inferno.
Com estes governos que nada fazem só prejudicam.
E quanto ás ajudas aos bombeiros nem vê-los.
Só querem falar...falar...falar.
Abraço
Manuela

Carminda Pinho disse...

Eu já estou inscrita, portanto cantemos a vida sim!
Beijinhos

Agulheta disse...

Amiga Manuela. Realmente,a vida é inferno em muitas situações,não será só nesta,pois na Grécia,foi o que foi na Califórnia! pior pois eu não culpo ningém... no bom sentido só os que incendeiam,a esses sim,de que maneira.
Beijo de amizade Lisa

Agulheta disse...

Amiga Carminda. Obrigada pelo comentário,ao colocar aqui este poema! que fala de lume mas feito em poesia,fico feliz para a inscrição" como ele é chamado e vamos fazer como diz...cantar e dançar e viver subretudo para iso serve a vida,eu estou habituada a dar a volta por cima.
Beijo terno de amizade Lisa

Paulo Sempre disse...

Também me encendiaram a infência...biblioteca de sonhos...
Gostei de passar por aqui.
Abraço

Gui disse...

Porque é que um bombeiro não poderia ser um bom poeta? Um bombeiro traz a poesia dentro de si. sempre.

Papoila disse...

Querida Agulheta!
O fogo das velhas salamandras e das lareiras que aquece corpos e almas!
Belo poema!
Beijo

Joseph disse...

Agulheta
Olá

Vindo da Manuela, passei também por aqui e gostei do seu blog.
Hei-de vir com mais calma.

E, se Deus quizer, quando não houver fogo "florestal", porque os outros fogos existem sempre... das salamandras, das fogueirinhas com a malta ao redor, etc...

Um abraço.
Se me quiser visitar:
http://para-la-caminho.blogspot.com

Sophiamar disse...

A vida � um inc�ndio. Cabe-nos saber apag�-lo. �s vezes , n�o sei.
Beijinhos

Agulheta disse...

Amigo Paulo. Todos nós temos a nossa alma incêndiada,muitas vezes não sabemos como.Gostei da visita,obrigado beijinho de amizade Lisa

Agulheta disse...

Amigo Gui. Pois eu concordo contigo,eu escrevo algumas poesias,as mesmas coloco nos outros blogs,muitas as fiz em alturas,de algum sentir nos momentos,bons e menos bons.
Beijo amigo de amizade LISA

Agulheta disse...

Papoila. Que bem sabe,olhar para o lume numa lareira ou salamandra,em dias de inverno,saborear uma boa leitura e boa companhia claro!
Amiga beijinho terno Lisa

Agulheta disse...

Joseph. Obrigado pela visita, pelas palavras,dizendo quando acabar os (fogos)ficariamos só nos da lareira e salamandras,eu espero que seja breve,mas por este andar não vejo nada.
Beijinho de amizade e boa semana Lisa

Agulheta disse...

Querida amiga Sophia.Pois a vida é e será sempre um incêndio,pode ser pequeno e não deixar danos,então um muito grande e destruidor,espero que nunca ele seja na vida de ninguém.
Beijinho amiga fica bem lisa

Paulo Sempre disse...

Obrigado pela visita...
Beijo

Agulheta disse...

Amigo Paulo. De nada vou voltar mais vezes.Boa semana e beijinho de amizade Lisa