domingo, novembro 18, 2007

Dia da Memória


Neste dia da Memória,poderia dizer muitas coisas,mas a única que posso dizer! Que mesmo sendo eu um socorrista,me sinto a ânsia da angústia de não chegar mais depressa pois sempre martela na nossa cabeça isso, quando as coisas não correm bem,sentimos o pesar das perdas humanas debaixo dos destroços das viaturas,será que cheguei rápido... pois isto, se mete nas nossas mentes,muitas vezes com o risco da própria vida. Vimos os familiares,ali a chorar e nada se pode fazer ,aí a angústia é maior quando a vida é por um fio, e o mesmo se parte! antes da chegada ao hospital perguntamos a nós próprios se fizemos tudo que devia ser feito... Então no regresso a casa ou a unidade,ficamos sem falar muitas vezes,aí precisamos do carinho da família e amigos para encostar a cabeça,ao longo da minha vida como Bombeiro tive muito apoio familiar,pois senão o sufoco no peito e cabeça é muito grande,dói muito.
Neste dia todos devia-mos fazer uma reflexão e pensar se devemos andar sempre com pressa,a correr como baratas tontas de lado para lado,ou parar e reflectir como a vida é pequena e poderemos viver todos felizes,com menos mortes nas estradas.

Rabiscado por Agulheta

10 comentários:

Sophiamar disse...

Gsto muito de te ler e sentir a dedica�o e amor que perpassam no teu blogue.

Beijinhosssss

Agulheta disse...

Amiga Sophia.Com muito gosto dedicação e amizade que falo um pouco de tudo que me rodeia,do que se vê em nossos olhos,sempre ao longo da minha vida,nesta luta diária ajuda por uma boa causa.
Beijinho amiga de amizade Lisa

Carminda Pinho disse...

A tua dedicação aos outros, não há palavras para a adjectivar.
Só te posso dizer, obrigada!
Beijinhos

manuela disse...

É muito triste morrer assim.
É uma das mortes mais inúteis.
Amiga depois quando puder vá ler um artigo meu no meu blog.
Agradeço que leia.
Beijinho
Manuela

Anónimo disse...

Mesmo que a não conhecesse, só de ler o que escreve tinha a certeza que a amiga é uma pessoa exemplar, amiga do próximo e que tem muito amor para dar. Há poucas pessoas assim. Também há pessoas que gostavam de ter essa dedicação para com os outros, mas...falta a coragem. A coragem para assistir alguém que teve um acidente e está mal...a coragem de ver alguém morrer nos braços. E a amiga tem essa coragem. Beijinhos cinda e obrigada

Agulheta disse...

Carminda. Obrigada pelo carinho,demostrado em palavras,aquelas que muitas vezes falham em certas horas,bem haja por tal. Beijinho de amizade Lisa

Agulheta disse...

Manuela. Eu vou ler,mas como já foi ver o seu de relance e logo vou comentar,dá para perceber o que quer dizer,mas eu respeito as ideias de cada um,foi só uma questão de ver o que se passa em nossos olhos diáriamente,e pensar em ajudar,mas mesmo assim obrigadpor perceber de certa forma o que eu quiz dizer e não ofender,como deve entender amiga.
Beijinho fica bem Lisa

Agulheta disse...

Amiga Cinda.Foram muitas noites sem dormir,dias sem almoçar que me fez ver como muita gente sofre! agora tudo está mais profissional,nem sabem dar valor ao verdadeiro voluntariado,aquele que era só de camisola,agora este actual pensa logo em ganhar dinheiro,mas a vida é muito mais do que isto.
Beijinho de amizade e paz sobretudo Lisa

zé (do beco) disse...

Infelizmente todos nós temos culpas no cartório. Uns por imprudência, outros por negligência… há que mudar mentalidades e acho que se faz muito pouco nesse sentido.
Bjs.

Agulheta disse...

Amigo Zé.Estou de comum acordo consigo. Pois todos nós temos culpa sem dúvida,mas não é so conversa fiada e mais nada,depois só cai na cabeça do pobre! E o senhor das boas máquinas como fica a 200km hora?
Beijo amigo e boa continuação Lisa