quinta-feira, outubro 25, 2007

Incendiou-se a Casa


Incendiou-se a casa
incendiou-se a noite
Os rios estão secos
A terra incendiou-se

Tentativas de cinzas
Para novas juventudes


Amar a juventude
É o nosso abraço do passado
que resta de nós



Fernando Rente

2 comentários:

Carminda Pinho disse...

"Amar a juventude é o nosso abraço do passado, que resta de nós."
Gostei muito desta parte do poema.
Beijinhos

Agulheta disse...

Carminda. Vejo,que entendes-te e bem este abraçar,devia assim ser pois nela es´ta esperança de uma sociedade mais justa e fraterna.
Beijo de amizade Lisa