segunda-feira, setembro 17, 2007

Bombeiros

Este é o Trabalho dos Bombeiros nos fogos florestais, poucos deverão saber o que é realmente o risco, pois decorria o Ano entre 1992 e 1996 fiz sempre parte do grupo Brigada Hélitransportadas,pois do ar temos a noção do que realmente é pois de terra nos parece uma coisa, depois no local nos mostra o que realmente é o fogo, nos largam e depois a medida que o Hélio deita água vamos em linha de fogo apagando com o chamado "batedor" um cabo de madeira com fitas feitas de manga já inutilizada para levar água e vamos sempre batendo até apagar, depois o Helicóptero vai ao longo da serra fazendo o rescaldo, se não poder entrar viaturas para o local senão será feito pelo mesmo.

Passado o tempo deixei de fazer este serviço, pois vão querendo os mais novos por um lado por o outro hoje outras forças o fazem, tenho muita saudade do feito pela amizade criada em combate pela ajuda de muitos colegas doutras unidades, em defesa do ambiente e das serras, mesmo com grande sacrifício do corpo, voltava a fazer o mesmo com a mesma prontidão de abnegação e coragem com que o fiz sem medo do pior, pois tinha o meu anjo da guarda do meu lado.

Pois por este espírito de sacrifício de todos os colegas, bem ajam pela entreajuda dos Bombeiros de Portugal

Este é o Trabalho dos Bombeiros nos fogos florestais, poucos deverão saber o que é realmente o risco, pois decorria o Ano entre 1992 e 1996 fiz sempre parte do grupo Brigada Hélitransportadas,pois do ar temos a noção do que realmente é pois de terra nos parece uma coisa, depois no local nos mostra o que realmente é o fogo, nos largam e depois a medida que o Hélio deita água vamos em linha de fogo apagando com o chamado "batedor" um cabo de madeira com fitas feitas de manga já inutilizada para levar água e vamos sempre batendo até apagar, depois o Helicóptero vai ao longo da serra fazendo o rescaldo, se não poder entrar viaturas para o local senão será feito pelo mesmo.

Passado o tempo deixei de fazer este serviço, pois vão querendo os mais novos por um lado por o outro hoje outras forças o fazem, tenho muita saudade do feito pela amizade criada em combate pela ajuda de muitos colegas doutras unidades, em defesa do ambiente e das serras, mesmo com grande sacrifício do corpo, voltava a fazer o mesmo com a mesma prontidão de abnegação e coragem com que o fiz sem medo do pior, pois tinha o meu anjo da guarda do meu lado.

Pois por este espírito de sacrifício de todos os colegas, bem ajam pela entreajuda dos Bombeiros de Portugal

Este texto foi um pouco daquilo que aprendi ao longo da minha vida como voluntário.
Rabiscado por Agulheta




2 comentários:

Papoila disse...

Agulheta:
Vim retribuir a visita ao meu campo e prestar tributo a esses dignos soldados da paz os bombeiros volunt�rios.
A minha admira�o a esses valorosos homens e mulheres.
Beijo com p�talas de Papoila

Sophiamar disse...

Para ti, para todos aqueles que por nós tanto, lutam deixo beijinhos e o meu obrigada.